11 dicas simples para melhorar o funcionamento do seu cérebro
37
Compartilhamentos

11 dicas simples para melhorar o funcionamento do seu cérebro

Último Vídeo

Preocupação com a saúde é algo mais do que normal nos dias atuais. Com o bombardeio de informações sobre a qualidade de vida, a preocupação para cuidar de todo o corpo é uma crescente em todos os cantos do planeta. Mais que uma barriga sarada ou coxas definidas, há quem também se preocupe em manter o cérebro em dia! Com diversas doenças sendo diagnosticadas ao longo das últimas décadas, cada vez mais o cuidado com este órgão significa qualidade e longevidade. 

Existem maneiras simples, que podem ser incluídas em nosso dia a dia para ajudar no funcionamento dessa super máquina que é o corpo humano e quem sabe até deixá-la ainda mais afiada. Confere com a gente pequenas ações do cotidiano que auxiliam no processo: 

Dentro da rotina 

1 - Dormir bem

Essa é uma clássica maneira de ajudar no funcionamento do cérebro. No entanto, conseguir ter uma boa noite de sono parece ser uma tarefa cada vez mais difícil. São tantas as razões que interferem na quantidade assim como na qualidade das horas dormidas. O ideal recomendado é de sete a oito horas para uma noite tranquila e sem perturbações. Se bem desempenhado, o sono ajuda na memória, concentração e habilidades de aprendizado, ou seja, dormir bem é excelente para o ser humano.

2 - Cochilar

Sim, essa maravilha moderna (nem tão moderna, já que na Espanha a siesta é comum há muitas décadas) popularmente conhecida por soneca, naninha, pestana entre outros nomes, ajuda a mente a ficar em estado de alerta, melhorando assim as atividades que exigem  concentração ou esforço cerebral.

3 - Novos hábitos

Atividades simples como utilizar o relógio invertido para verificar as horas, por exemplo, faz com o cérebro seja “forçado” a pensar de maneiras distintas. Em um estado mais permanente de aprendizado, existe uma maior possibilidade de obter melhores respostas em diversas atividades, sejam elas rotineiras ou não.

Alimentação 

4 - Folhas vegetais verdes

Dietas baseadas em folhas verdes, especialmente quando o ser humano está em idade mais  avançada, têm-se mostrado cada vez mais eficientes em manter as relações cognitivas. Um artigo publicado na revista Neurology, em dezembro de 2017, mostrou que um grupo de pessoas que consomem mais folhas verdes tiveram um desempenho muito melhor em relação à memória e até mesmo na prevenção de AVCs.

5 - Chocolate e alimentos ricos em flavonoides

Chocolate, principalmente o escuro e com mais cacau, possui uma boa quantidade de flavonoides, substâncias responsáveis por ajudar a reduzir o envelhecimento precoce. Outras funções importantes estão relacionadas a prevenção do câncer, anti-inflamatórias e é uma delícia. Outros alimentos que possuem as mesmas propriedades são vegetais como brócolis, espinafre, couve-flor, assim como frutas como uva, maçã, romã e outros vários alimentos.

6 - Café

Um jeito simples de manter a mente ativa e concentrada é com uma boa dose de café. Especialmente para casos de curto prazo, café é bem efetivo assim como ajuda a manter o foco em tarefas consideradas entediantes.

Exercícios 

7 - Yoga

A prática de yoga tem se mostrado muito efetiva para a concentração e melhora do humor,  assim como ajuda a manter uma boa relação cognitiva em idades mais avançadas.

8 - Dançar

Ao dançar o corpo utiliza diversas funções que precisam ser coordenadas entre si. Com isso, estimula o cérebro a ficar mais atento, já que a dança envolve o planejamento dos movimentos e as interações corporais seguindo um ritmo específico e que podem sofrer alterações bruscas conforme a música. Uma excelente forma de exercitar diversas habilidades.

9 - Exercícios aeróbicos

Meia hora de exercícios aeróbicos por dia, pode ajudar a processar diversas informações de maneira mais eficaz. Com atividades físicas constantes, o cérebro recebe mais oxigênio e por consequência pode funcionar melhor.

Relacionamentos 

10 - Dar risadas

Ao estimular áreas responsáveis pelo bom humor, o reflexo pode ser visto em áreas como flexibilidade cognitiva, memória e influência criativa. Um estudo, publicado em 2008 por pesquisadores de Amsterdã, revelou que estimular a alegria pode render bons resultados a curto e médio prazo também, pois isso facilitaria interações criativas ou boas respostas em situações de stress e pressão.

11 - Relações sexuais

Via de regra, o ser humano tem dificuldade em tomar decisões racionais pois quase sempre há peso emocional em suas escolhas. Pessoas que lidam com mais problemas emocionais, ou que são mais ansiosas, tendem a ter mais dificuldades na resolução de problemas, seja no trabalho ou em testes de qualquer natureza. Já quando temos mais oxitocina em nosso organismo (hormônio liberado quando temos relações sexuais, por exemplo), o cérebro tende a ser muito mais eficiente e lógico, deixando de lado parte das emoções e tornando as decisões mais simples e acertadas.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.