Dia Mundial da Saúde e da Nutrição: dicas para uma vida equilibrada

Em tempos em que nossa saúde está em risco por causa da pandemia de covid-19, o Dia Mundial da Saúde e da Nutrição deve ser mais valorizado e colocado em pauta. O grande propósito designado pelo Ministério da Saúde é fazer as pessoas refletirem não apenas sobre seus hábitos alimentares, mas também sobre a escolha por uma vida mais saudável em todos os âmbitos, que consequentemente resultará em uma melhora na qualidade e no equilíbrio da vida.

Esse equilíbrio envolve a definição de "saúde" que foi determinada pela OMS (Organização Mundial da Saúde): "é o completo bem-estar físico, mental e social". Sem esse conjunto de elementos em harmonia é impossível ser tecnicamente saudável.

Depressão e ansiedade

O aumento de casos de depressão e ansiedade no Brasil foi constatado por uma pesquisa feita pela Universidade Estadual Rio de Janeiro (UERJ) no início da quarentena, em março de 2020. A porcentagem de pessoas com depressão que era de 4,2% foi para 8% e os casos de ansiedade foram de 8,7% para 14,9%.

Outras razões pelas quais as pessoas sentem-se desmotivadas e se encontram em um quadro de saúde crítico é a falta de socialização e da prática de exercícios físicos recorrentes. Mesmo assim, dada essa fase atípica na nossa história, devemos obedecer todos os protocolos de segurança para depois retomarmos a vida normal sem riscos.

Aumento de casos de depressãoAumento de casos de depressão

Melhor nutrição, mais saúde

A nutrição intermediada por um profissional qualificado supre, através de estratégias específicas (planejamento, reeducação alimentar, alimentos funcionais que possuem compostos bioativos), todas as necessidades nutricionais do paciente.

A nutrição proporciona prazer através da comida, melhora do sistema imunológico e oferece tudo aquilo que é indispensável para o nosso organismo:  carboidratos, proteínas, lipídios, minerais, vitaminas e fibras. Portanto, de maneira equilibrada, a nutrição promove a saúde.

Infelizmente, a situação brasileira não é das mais favoráveis: as doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) — como hipertensão, diabetes, obesidade —, estão tomando conta da população em decorrência da má alimentação e da maior ingestão de ultraprocessados (alimentos que possuem maiores quantidades de sal, açúcar, gordura e aditivos), além da menor ingestão de alimentos in natura. A dica pode ser clichê, mas é muito verdadeira: quando for comer, descasque mais e desembale menos.

Hábitos saudáveis e estilo de vidaHábitos saudáveis e estilo de vida

Não aplique isso somente neste dia 31, mas coloque sempre em prática hábitos saudáveis, faça sua mente trabalhar a seu favor, procure o equilíbrio e incentive outras pessoas a fazerem o mesmo.

***

Marcela Andrade, colunista do Mega Curioso, é bacharel em Comunicação Social com habilitação es Relações Públicas, é bacharel em Nutrição, perita judicial na área da Nutrição, e pós-graduanda em Saúde Pública com ênfase em Estratégia Saúde da Família.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.