De acordo com pessoal do MIT Technology Review, um grupo de pesquisadores da Universidade da Califórnia conseguiu “curar” a bebedeira de ratinhos de laboratório. Segundo a publicação, eles utilizaram uma injeção de nanocápsulas capazes de reduzir rapidamente os níveis de álcool no sangue dos animais.

Os cientistas desenvolveram nanocápsulas injetáveis feitas com polímero não tóxico que contêm duas enzimas responsáveis por metabolizar o álcool. Já faz tempo que pesquisadores de todo o mundo vem tentando desenvolver complexos enzimáticos em laboratório, mas até agora a maior dificuldade era a de manter essas substâncias estáveis e sob controle.

Entretanto, este novo método de encapsulamento mantém as enzimas estáveis e protegidas, e pode abrir as portas para o desenvolvimento de uma nova classe de medicamentos enzimáticos. Conforme explicaram os cientistas, as nanocápsulas do experimento funcionam como se existissem milhares de unidades de células do fígado dentro do estômago ou intestino, ajudando o organismo a digerir o álcool.