Nanopartículas de diamante poderão ser usadas em tratamentos odontológicos
94
Compartilhamentos

Nanopartículas de diamante poderão ser usadas em tratamentos odontológicos

Último Vídeo

Como você sabe, além de serem comercializados na forma de joias caríssimas, os diamantes também têm inúmeros usos na indústria e na tecnologia. E, de acordo com uma nota divulgada pela Universidade da Califórnia, nos EUA, uma equipe de pesquisadores dessa instituição, em parceria com um instituto de pesquisas japonês, descobriu mais uma utilidade para esse mineral, desta vez na odontologia.

Não se trata de tornar os sorrisos de celebridades e milionários mais brilhantes. Os cientistas descobriram que as nanopartículas de diamante podem ser utilizadas para estimular o crescimento ósseo. Esse procedimento normalmente é empregado por dentistas em tratamentos reparadores que envolvem a colocação de próteses diversas e implantes, por exemplo.

Simplicidade e eficácia

Fonte da imagem: Reprodução/UCLA

A técnica atual, além de dolorosa e demorada, envolve a realização de cirurgias invasivas para inserir uma espécie de esponja que contém proteínas que estimulam a reconstrução óssea e de cartilagens. No entanto, o estudo conduzido pelos pesquisadores revelou que as nanopartículas de diamante se aderem rapidamente a essas proteínas, podendo ser aplicadas diretamente através de simples injeções na área a ser tratada, dispensando as cirurgias.

As nanopartículas — resultantes do processo de mineração e invisíveis a olho nu — contam com o formato parecido ao de bolinhas de futebol microscópicas, e tornam o processo de estimulação da reconstrução óssea muito mais rápido e eficaz. Graças a essa propriedade, os pesquisadores acreditam que o material tem potencial para ser utilizado em uma variedade de procedimentos odontológicos, assim como na medicina regenerativa e em tratamentos contra o câncer.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.