Maçaroca de vermes explode de grilo e inicia orgia maluca sobre seu corpo
1.170
Compartilhamentos

Maçaroca de vermes explode de grilo e inicia orgia maluca sobre seu corpo

Último Vídeo

As imagens — um tanto quanto desagradáveis, diga-se de passagem — que você vai ver a seguir foram capturadas por um cara que estava fazendo trilha. Enquanto caminhava, o rapaz pisou acidentalmente sobre um grilo, e o que ele presenciou em seguida foi algo que só podemos descrever como horrendo: uma maçaroca de vermes saindo do interior do inseto e iniciando uma orgia enlouquecida sobre seu corpo sem vida! Assista:

O vídeo acima não traz qualquer informação sobre o local onde as imagens foram registradas, nem a respeito da espécie dos vermes (tarados) que se embolam sobre o grilo morto. No entanto, de acordo com Fiona MacDonald, do portal Science Alert, o mais provável é que se trate de parasitoides conhecidos como nematomorfos ou, ainda, como “vermes crina de cavalo”.

Os nematomorfos são vermes que normalmente habitam em água doce e existem por volta de 350 espécies desses animais. O que os torna terríveis é que esses parasitoides costumam infectar insetos — como o pobre grilo do vídeo — e os transformar em zumbis suicidas. No fim das contas, talvez até tenha sido melhor para o coitado do bicho ter morrido com uma pisada do que nas mãos (ou bocas) desses vermes!

Parasitas sinistros

Segundo Fiona, os nematomorfos iniciam suas vidas na forma de pequenas larvas que ficam na água até serem comidas por mosquitos ou outras larvas. Esses bebês acabam indo parar no corpo de suas vítimas — como grilos e baratas, por exemplo — depois de seus hospedeiros iniciais serem devorados. Então, uma vez no corpo dos insetos, os verminhos se alojam no sistema digestivo e passam meses a fio ali, se alimentando e crescendo.

Olha a orgia rolando solta!

E eles crescem bastante! Os nematomorfos podem passar facilmente dos 30 centímetros de comprimento e, após estarem crescidinhos, eles começam a liberar neurotransmissores e a controlar a mente do hospedeiro. Então, quando os parasitoides chegam à maturidade, eles fazem com que o inseto que os está carregando na barriga cometa suicídio — se jogando em algum corpo hídrico.

Quando isso acontece, os vermes escapam através de orifícios presentes no exoesqueleto do hospedeiro e começam a acasalar loucamente, formando aquele bolo que você viu no vídeo. Então, as fêmeas depositam as larvinhas na água e o ciclo é novamente iniciado. Um horror...

Esse acima é outro inseto que se tornou vítima dos nematomorfos

No caso do grilo do vídeo, ele não teve a chance de se suicidar mergulhando em algum rio ou lago. Isso não impediu que os vermes tarados iniciassem sua orgia de acasalamento mesmo assim — sobre o corpo sem vida do inseto. Entretanto, apesar da tragédia, pelos menos sabemos que as larvas dos nematomorfos jamais chegaram até a água, portanto, nessa ocasião, o ciclo sinistro de vida desses parasitoides foi interrompido. RIP, grilo!

* Você deve ter notado que nos referimos aos vermes como “parasitoides” em vez de “parasitas” na matéria. A diferença entre os dois termos é que, no caso dos parasitas, eles tentam manter o hospedeiro vivo o mais tempo possível para tirar proveito de seu corpo, enquanto que, para os parasitoides, matar os hospedeiros faz parte de seu ciclo de vida.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.