De acordo com uma notícia publicada pelo site New Scientist, uma análise realizada com pinturas rupestres sugere que o conceito de cinema pode ter sido inventado ainda na pré-história, enquanto os nossos ancestrais pintavam as paredes de suas cavernas. Conforme você pode ver no vídeo acima, quando alguns dos desenhos são sobrepostos ou justapostos, eles parecem recriar a sensação de movimento.

O filme foi produzido por Marc Azéma — um pesquisador da Universidade de Toulouse Le Mirail, na França —, que utilizou imagens individuais de animais desenhados em diferentes posições para demonstrar como essas ilustrações reproduzem o movimento quando os “frames” são organizados em sequência, criando o mesmo efeito de uma animação.

Segundo a publicação, além da sequência de desenhos, os pesquisadores acreditam que os homens pré-históricos também utilizavam truques de luz para transmitir a sensação de movimento. Outro artifício empregado pelos cineastas das cavernas eram discos feitos de ossos com figuras gravadas na superfície, que criavam animações de animais galopando ao serem girados com o uso de um cordão, em um sistema parecido com o dos flip books atuais.