Profissão mais antiga do mundo: Fotos mostram prostitutas de 1 século atrás
401
Compartilhamentos

Profissão mais antiga do mundo: Fotos mostram prostitutas de 1 século atrás

Último Vídeo

A prostituição existe e não é de hoje – não mesmo –, mas o que muda com o passar do tempo, afinal? Responder essa pergunta é mais fácil quando podemos realmente ver como algumas mulheres trabalhavam há algum tempo, e é exatamente isso que a série de imagens a seguir nos mostra.

As fotos foram feitas pelo fotógrafo E. J. Bellocq, que conheceu o único bordel legalizado da América do Norte, o Storyville. A casa teve suas atividades encerradas há exatamente um século, em 1917, e o que temos agora são retratos que mostram a rotina do local, com as mulheres e seus clientes.

A casa foi inaugurada em 1897, em Nova Orleans, e logo se tornou uma fonte de renda importante para a cidade. No auge de suas atividades, o bordel contava com quase 2 mil prostitutas e movimentava cerca de US$ 15 milhões por ano – o equivalente a US$ 360 milhões em valores atuais.

Importância histórica

Bordeis como o Storyville eram conhecidos por sua elegância e pelo alto padrão tanto das mulheres que lá trabalhavam quanto de seus frequentadores. Só para você ter ideia, na época o trabalhador médio norte-americano ganhava 22 centavos por hora trabalhada – no Storyville, o preço era US$ 5 por hora.

O bordel teve seu funcionamento questionado depois de 20 anos de atividade, pelo Exército e pela Marinha dos EUA, que consideravam o Storyville um ambiente de má influência, e em 1917 o local recebeu uma ordem federal de fechamento. O prefeito de Nova Orleans, Martin Behrman, disse, na época, que o governo até poderia tornar a prostituição ilegal, mas que isso não acabaria com a atividade. Ele estava certo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.