168
Compartilhamentos

Você sabia que o Hino Nacional tinha uma introdução diferente?

Se você pensa que o Hino Nacional Brasileiro sempre começou em “Ouviram do Ipiranga as margens plácidas”, você errou feio, errou rude... Mas primeiro, vamos relembrar um pouco da história da canção.

O Hino Nacional foi originalmente composto para ser tocado por uma banda marcial em 1822, pelo músico Francisco Manuel da Silva. Na década seguinte, uma letra foi incluída à melodia, tendo a autoria de Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva e fazendo referências ao período em que o Brasil ainda era um Império.

Francisco Manuel da Silva

Com a Proclamação da República, em 1889, foi necessário trocar esse hino por um mais atualizado. Um concurso acabou escolhendo a letra de Medeiros e Albuquerque feita em 1890, mas ela foi tão massacrada pelos brasileiros da época que acabou sendo descartada – a saber, trata-se do Hino da Proclamação da República, aquele que fala “Liberdade! Liberdade! Abre as asas sobre nós!”.

Apenas em 1906 um novo concurso foi lançado, elegendo 3 anos depois um poema de Joaquim Osório Duque Estrada como a letra a ser inserida no hino oficial brasileiro. O que pouca gente sabe é que a parte instrumental que antecede os trechos cantados também possuía uma letra, supostamente atribuída ao paulista Américo de Moura, e dizia o seguinte:

Espera o Brasil que todos cumprais com o vosso dever
Eia! Avante, brasileiros! Sempre avante
Gravai com buril nos pátrios anais o vosso poder
Eia! Avante, brasileiros! Sempre avante
Servi o Brasil sem esmorecer, com ânimo audaz
Cumpri o dever na guerra e na paz
À sombra da lei, à brisa gentil
O lábaro erguei do belo Brasil
Eia! Sus, oh, sus!

Como você pode notar, o trecho incluiria outras palavras e expressões complexas, tais como as que permaneceram na letra oficial do hino. Para quem não sabe, “buril” é uma instrumento em aço e com a ponta cortante em V, usado para fazer gravações em metais e madeiras. Já o termo “sus” vem do latim e significa “de baixo para cima”, ou seja, é uma espécie de injetar ânimo no povo brasileiro.

Ficou curioso para saber como essa parte seria cantada? Aperte o play e ouça:

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.