Estas imagens que revelam o curioso estilo de vida dos “ciganos dos mares”
44
Compartilhamentos

Estas imagens que revelam o curioso estilo de vida dos “ciganos dos mares”

Último Vídeo

Você já tinha ouvido o termo “ciganos dos mares” antes? De acordo com Sarah Schmalbruch, do site Business Insider, ele é usado em referência aos Bajau, um povo composto por pescadores que habita os arredores de algumas das ilhas mais remotas da Malásia. O curioso a respeito desse grupo de pessoas é que elas costumam viver em palafitas ou até mesmo em barcos em vez de em terra-firme — e foi esse estilo de vida diferente do convencional que atraiu o fotógrafo francês Réhahn Croquevielle.

Ciganos dos mares(Réhahn Croquevielle)

Aventura fotográfica — e cultural

Segundo Sarah, não muito fácil chegar até os Bajau e Réhahn iniciou sua aventura viajando primeiro até Kuala Lumpur e, depois, pegando outro voo de três horas de duração até Tawau. De lá, o francês ainda fez uma viagem de uma hora e meia de ônibus até Semporna — onde ele montou acampamento com o objetivo de encontrar um guia local que topasse levá-lo para conhecer os ciganos do mar.

Ciganos dos Mares(Réhahn Croquevielle)

Eventualmente, Réhahn encontrou alguém que o levasse para ver os Bajau de pertinho e descobrir como essas pessoas vivem. Esse povo passa a vida flutuando em suas casas “marinhas” e capturando peixes para sobreviver, e todos — homens, mulheres, crianças e idosos — contribuem de alguma forma com a atividade.

Ciganos dos Mares(Réhahn Croquevielle)

Hoje em dia, muitos acabaram se instalando nas ilhas, mas ainda existe uma boa parcela que reside em vilarejos compostos por palafitas construídas sobre recifes de coral. Como não é muito fácil — ou barato! — chegar até os Bajau, esse povo não recebe muitas visitas de turistas e a presença do francês chamou bastante a atenção, especialmente das crianças.

Ciganos dos mares(Réhahn Croquevielle)

E falando nelas, como esse povo vive em regiões remotas — incluindo os arredores das ilhas de Tabbalanos, Omadal, Sibuan, Maiga e Tagatan, que fazem parte das Ilhas Mabul — as mulheres têm os filhos nas palafitas mesmo, ou seja, sem a ajuda de médicos ou profissionais da área da saúde.

Ciganos dos mares(Réhahn Croquevielle)

Uma característica fascinante que Réhahn descobriu sobre os Bajau é que, em vez de eles focarem no passado ou no futuro, eles vivem no presente e não dão importância demais à idade. As crianças, por exemplo, aprendem a nadar e a mergulhar muito cedo e, por volta dos oito anos de idade já sabem como pescar sozinhas. Outra coisa interessante é que os Bajau não são reconhecidos oficialmente por nenhum país específico e, portanto, eles vivem em seu próprio paraíso.

Ciganos dos Mares(Réhahn Croquevielle)

E sabe essa “máscara” que a criança da foto acima está usando no rosto? Produzida a partir de cúrcuma moído, ela se chama borak e é aplicada sobre a pele para proteger os Bajau dos raios solares. Mas ela tem outra função também: as mulheres solteiras usam o protetor natural para atrair pretendentes! E você, caro leitor, já tinha ouvido falar a respeito dos ciganos do mar? E o que você achou de seu modo de vida? Confira mais fotos na galeria a seguir e compartilhe a sua opinião conosco nos comentários.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.