Conheça as 13 maravilhas culturais nomeadas pela Unesco em 2018

Conheça as 13 maravilhas culturais nomeadas pela Unesco em 2018

Último Vídeo

Desde 1976 a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) reconhece diversos lugares ao redor do mundo como “Patrimônios Culturais da Sociedade”. Para ser classificado como tal, é necessário preencher pelo menos duas das seguintes características: ser de valor universal excepcional e ter pelo menos um dos dez critérios desta lista. Esses lugares são reconhecidamente triunfos humanos, de enorme valor cultural ou de belezas inigualáveis. Vamos conferir os 13 eleitos deste ano?

1. Aasivissuit (Dinamarca)

Um campo de caça utilizado por esquimós sazonalmente há mais de 4,2 mil anos, localizado em uma pequena ilha na Groenlândia. Esse lugar deslumbrante parece claramente uma paisagem do seriado "Vikings". 

2. Al Hasa (Arábia Saudita)

Um oásis que mais parece ter saído de um conto de fadas. Al Hasa é historicamente importante em sua localização e no desenvolvimento da região desde o período Neolítico. É o maior oásis do mundo, com exuberantes jardins, ruínas históricas e canais artificiais. 

3. Göbekli Tepe (Turquia)

Com mais um nome diferentão, Göbekli Tepe é um templo de rochas datado com mais de  11,5 mil anos! É mais antigo que ferramentas de metal ou até cerâmica!

4. Castelo de Hara e Aldeias cristãs Ocultas (Japão)

Localizados na região de Nagasaki, em Kyushu, o castelo de Hara figura como um importante ponto da rebelião dos católicos insurgentes ao xogunato, em 1637. 

5. Hedeby e Danevirke (Alemanha)

Danevirke é um enorme muro construído há mais de mil anos para separar a península dinamarquesa do restante da Europa. Hedeby é uma antiga metrópole construída nas fortificações, como centro de negociações dos povoados vikings. 

6. Ivrea (Itália)

Ivrea é um centro industrial do início do século 20, onde a incorporação das formas arquitetônicas e as funções industriais formam uma beleza harmoniosa única. 

7. Medina Azahara (Espanha)

Essa maravilha ficou perdida por quase mil anos; foi redescoberta no início do século 20! O sonho de quem não gosta muito de viver em sociedade. Durante alguns séculos, era a base do Califado Omíada. 

8. Construções Góticas, Vitorianas e Art Deco de Mumbai (Índia)

A expansão urbana de Mumbai nos séculos 19 e 20 resultaram em conjuntos únicos inspirados na arquitetura Gótico-Vitoriana, incorporados à arquitetura tradicional indiana. Posteriormente, algumas novas edificações vieram com um estilo Art Deco, dando vida a um conjunto único, rico e deslumbrante. 

9. Catedral de Naumburgo (Alemanha)

Com sua fundação datada do ano de 1028, a construção passou por diversas mudanças, inclusive sendo também relacionada à ciência e apreciação da natureza. Seus objetos de arte refletem bem esse conjunto. 

10. Monastérios Sansa (Coreia do Sul)

São sete monastérios budistas localizados nas montanhas da Coreia do Sul, construídos entre os séculos 7 e 9 do nosso tempo. Seus estilos de arquitetura são similares, porém cada um possui elementos únicos e notáveis. 

11. Ruínas de Sassanid (Irã)

Localizada na região de Fars, as ruínas de Sassanid são marcas históricas de um império que durou mais de 400 anos. Com diversos palácios, fortalezas e cidades, ficam evidentes as mesclas de culturas aquemênidas e romanas. 

12. Thimlich Ohinga (Quênia)

Com uma estrutura baseada em muros de pedra, Thimlich Ohinga fica na região do lago Vitória, no Oeste do Quênia. Com muros medindo entre 1 e 4 metros, esse é um dos melhores, maiores e mais velhos exemplos da arquitetura local. 

13. Qalhat (Omã)

Sendo um dos principais portos de comércio da costa da Arábia, entre os séculos 11 e 15, Qalhat conseguiu ser ligada por arqueólogos, como uma rotas de comércio para África Oriental, Índia, China e Sudoeste Asiático.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.