Você sabia que existe um país que proíbe comemorar aniversário em público?
57
Compartilhamentos

Você sabia que existe um país que proíbe comemorar aniversário em público?

Último Vídeo

No começo do mês, a cantora pop Firuza Khafizova, popularmente conhecida como Rainha do Tajiquistão, completou 35 anos e quis comemorar, algo comum para qualquer um. Sendo bastante popular, ela chamou alguns amigos e divulgou o festerê no Instagram, mas acabou condenada por isso. Khafizova teve que pagar uma multa de 5 mil somonis, algo em torno de 2 mil reais, por ter comemorado seu aniversário em público.

O caso foi bastante noticiado, principalmente por expor uma das leis mais absurdas do país. Segundo o Artigo 8 do Regulamento de Tradições e Costumes da República do Tajiquistão, aniversários só podem ser comemorados em ambiente restrito, particular e familiar; quem ousar compartilhar as celebrações pode acabar sendo punido com multas, como foi o caso de Khafizova.

As penalidades foram introduzidas em 2007 e começaram a se intensificar a partir de 2017, com o governo tendo autonomia para interferir e limitar participantes em aniversários, casamentos, batismos e até funerais. As autoridades podem, inclusive, aprovar ou vetar o menu servido nas ocasiões ou determinar a duração e o horário para sua realização.

Trecho do vídeo que colocou a cantora contra os costumes de seu país (Imagem: Reprodução @firuzakhafizova.official)

O Tajiquistão é considerado uma república democrática, por isso tem recebido diversas reclamações sobre as leis de tradições e costumes, já que afetariam a liberdade das pessoas. O país asiático tem 7,3 milhões de habitantes e aplicou 643 multas no ano passado. Em 2015, um homem recebeu um “boleto” após postar no Facebook uma foto sua sozinho, em um café, comemorando o próprio aniversário — era em um ambiente público, por isso infringia a lei.

Segundo o governo, as penalidades são necessárias para evitar que as pessoas gastem demais nesses eventos comemorativos e acabem não conseguindo pagar por toda a festa, contraindo restrições de crédito. Só com as multas de 2018, as autoridades arrecadaram mais de R$ 1 milhão.

O que você acha disso?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.