A lenda islandesa do Gato de Yule, que come criancinhas malvadas

A lenda islandesa do Gato de Yule, que come criancinhas malvadas

Último Vídeo

O Natal já passou, mas nem por isso ele deixa de ser interessante. De fato, há uma infinidade de coisas incríveis a respeito do Natal para se conhecer. Neste sentido, pode ser particularmente fabuloso saber outras histórias a respeito dessa época tão especial, como é o caso da lenda islandesa do gato Yule.

Hoje em dia, é muito comum as pessoas ganharem presentes no Natal, entre roupas e outras coisas. No entanto, na Islândia, na época da Idade Média, as coisas eram bem diferentes do que são agora. Naquele período, todos os integrantes da família tinham uma missão: confeccionar roupas de lã.

A lenda islandesa do Gato de Yule

A Islândia é um país que fica no norte da Europa. Trata-se de um país extremamente frio, onde o inverno, que acontece justamente na época natalina, é bem rigoroso. Por essa razão, na lenda em questão, todos na família islandesa deveriam cumprir sua tarefa de fazer roupas de lã.

Fonte: Pixabay
 

Normalmente, como a única coisa que uma família tinha condições de dar como presente eram roupas de lã, era muito importante que todo mundo realizasse e terminasse sua tarefa de confeccionar as roupas a tempo.

Foi justamente aí que nasceu a lenda do Jólakötturinn, também conhecido como Gato de Yule, para assustar crianças e adultos preguiçosos, que demoravam a terminar sua tarefa.

Segundo essa lenda, um gatinho fica de olho nas janelas das casas, atrás de crianças que não terminaram de cumprir sua tarefa de costurar as roupas natalinas. Nesta caça, ao encontrar uma criança sem essa roupa, o gato pega as crianças e as come no jantar.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.