03
Compartilhamentos

Os 6 melhores 'quem matou' das novelas (e 6 os piores)

Há alguns meses, nós publicamos uma lista com os maiores mistérios das novelas, incluindo o “Cadeirudo”, a “caixinha de Perpétua” e outras histórias. Mas decidimos não incluir nenhum “quem matou?” naquela lista. Afinal, há tantos casos emblemáticos envolvendo assassinatos que dava para fazer uma lista só sobre eles — e é o que faremos agora. 

Existem vários “quem matou” das novelas que foram muitíssimo bem construídos, realmente deixando o telespectador em dúvida até o momento da revelação. Outros, em compensação, se destacam por serem ruins: foram criados apenas para levantar a audiência ou tiveram uma conclusão tosca. Por isso, talvez essa lista seja polêmica — e você pode deixar sua opinião nos comentários abaixo. 

Os 6 melhores quem matou das novelas

O personagem Max, vivido por Marcello Novaes, foi centro do mistério de Avenida Brasil (Imagem: Observatório da TV/Reprodução)O personagem Max, vivido por Marcello Novaes, foi centro do mistério de Avenida Brasil. (Fonte: Observatório da TV/Reprodução)

1. Vale Tudo (1988)

Quem matou Odete Roitman?

Não há como falar de mistérios sobre assassinatos sem falar daquele que, provavelmente, é o mais lembrado da história da televisão brasileira. A grande vilã Odete Roitman foi assassinada na noite de Natal de 1988 e, por 13 dias, tudo que os brasileiros se perguntavam era quem foi o responsável. Muita gente a odiava, isso era óbvio, mas quem a matou?

Vários finais foram escritos e a cena dos tiros só foi gravada no dia, para despistar a imprensa. Leila (Cássia Kis) disparou a arma por trás de uma porta e matou Odete por engano: ela achou que quem estava lá era Maria de Fátima, amante de seu marido, Marco Aurélio. Genial!

2. O Rebu (1974)

Quem matou, mas também quem morreu?

A novela ganhou uma nova versão, em 2014, mas o grande destaque vai para a original, lá dos anos 1970. A estrutura da história era bem diferente, se passando em apenas dois dias: a festa onde o crime ocorre e o dia seguinte, da investigação. Além de tudo, quando a novela começa, o público não sabe nem quem morreu. Depois, descobre-se que a vítima era Sílvia e que ela foi morta pelo anfitrião Conrad Mahler, que tinha ciúmes de seu protegido e amante, Cauê.

3. Avenida Brasil (2012)

Quem matou Max?

A novela já era um sucesso em todo o país e não precisava de um mistério para alavancar a audiência dos últimos capítulos. Por isso, muita gente torceu o nariz quando o roteirista João Emanuel Carneiro deu fim ao personagem Max, faltando duas semanas para o final. Porém, o mistério é bem-construído, com uma confusão envolvendo vários personagens. No fim, a vilã Carminha assume a autoria do crime — mas, para quem era fã da novela, há a suspeita de que ela resolveu levar a culpa no lugar de Jorginho, seu filho. 

4. Passione (2010)

Quem matou Saulo Gouveia?

Com a baixa audiência da novela, esse também não é um mistério muito lembrado — porém Sílvio de Abreu foi brilhante em sua construção. O vilão Saulo morreu no capítulo 100 e muita gente tinha motivos para matá-lo. 

O que ninguém sabia é que Clara, personagem de Mariana Ximenes, tinha um histórico com Saulo que antecedia o primeiro capítulo de Passione: ela foi abusada por ele, quando criança, aliciada pela própria avó. No último capítulo, Clara assume a autoria do crime, mas dá um jeito de fazer a culpa recair sobre seu comparsa, Fred. Ela, então, termina a novela vingada e foge para aplicar seus golpes em outro país.

5. Pedra sobre Pedra (1992)

Quem matou Jorge Tadeu?

É difícil ver mistérios sobre assassinatos em uma novela regionalista, ainda mais em um núcleo cômico. Contudo, o autor Aguinaldo Silva conseguiu fazer isso com a curiosa morte de Jorge Tadeu, o fotógrafo interpretado por Fábio Júnior, que seduzia todas as mulheres da cidade. 

Jorge Tadeu morreu no começo da novela, mas continuou em cena, já que as mulheres que comiam a flor que nasceu no local de sua morte ficavam loucas de paixão e tinham alucinações com o homem. No final, descobriu-se que a assassina era a beata Gioconda, flagrada roubando a igreja, e não uma das amantes enlouquecidas. 

6. Celebridade (2003)

Quem matou Lineu Vasconcelos?

Para fechar, vamos para um item polêmico: muita gente, na época, achou esse mistério muito ruim, visto que a assassina foi a grande vilã da novela, Laura (Cláudia Abreu). 

Ainda assim, o desfecho faz todo sentido para a história, já que ela matou Lineu devido a provas envolvendo o assunto principal de Celebridade: a autoria da música que deixou Maria Clara Diniz famosa, em vez da mãe de Laura. 

Foi para se vingar pela “fama roubada” que Laura se aproximou de Maria Clara lá no primeiro capítulo e fez toda a história acontecer. Então, faz sentido que o grande crime ocorra também por isso, mesmo que a assassina seja óbvia.

Os 6 piores quem matou das novelas

Quem matou Salomão Hayalla movimentou o público, mas não foi um mistério bem construído (Imagem: Observatório da TV/Reprodução)Quem matou Salomão Hayalla movimentou o público, mas não foi um mistério bem construído. (Fonte: Observatório da TV/Reprodução)

1. Babilônia (2015)

Quem matou Murilo?

Dois dos melhores “quem matou” das novelas — Vale Tudo e Celebridade — são de autoria de Gilberto Braga, que usou esse recurso em todas as suas novelas. Em Babilônia, ficou claro que o roteirista já estava “perdendo a mão”.

Essa novela foi um fracasso de audiência desde o início, e a equipe mexeu tanto na história que vários personagens ficaram sem função, incluindo o cafetão Murilo, vivido por Bruno Gagliasso. O autor deu fim nele nas últimas semanas e criou um mistério sobre a morte, mas a real é que ninguém se importava — nem com a novela, nem com o personagem. 

Para piorar, o desfecho foi patético: Otávio matou Murilo por achar que ele fosse amante de Beatriz (não era). Ele só confessou o crime, mas a cena do assassinato nem foi gravada.

2. O Sheik de Agadir (1966)

Quem é o Rato?

Essa história é curiosa, pois se trata do primeiro “quem matou” nas novelas brasileiras. Nessa época, todas as histórias eram de época, em reinos fora do Brasil e O Sheik de Agadir era, de fato, uma novela sobre um sheik árabe e tinha uma história com nazistas. Ao longo da novela, vários personagens foram mortos por mãos com luvas pretas. Entretanto, a autora Glória Magadan matou tanta gente que não sobrou ninguém para ser o assassino, chamado de Rato.

No fim, a jovem princesa Éden (Marieta Severo) foi escolhida como o Rato, mas ela era frágil e magra demais para matar pessoas enforcadas e o mistério virou uma piada.

3. As Três Marias (1980)

Quem matou Teresa?

Você se lembra dessa novela? Pois é, ninguém lembra. A adaptação do romance de Rachel de Queiroz ia muito mal na audiência, quando o escritor Walther Negrão foi chamado para dar um jeito. O que ele fez foi recorrer ao mistério policial, mas não deu certo: no fim, quase ninguém lembra que Alzira matou Teresa por ciúmes, já que ela era ex-namorada de seu marido. 

4. Insensato Coração (2011)

Quem matou Norma?

Mais uma de Gilberto Braga, mostrando que o recurso estava começando a cansar, já quatro anos antes do fracasso de Babilônia. Norma (Glória Pires), a personagem mais interessante da novela, foi morta nos últimos capítulos, após se vingar de Leo, que armou contra ela lá no início. Além de ser um fim injusto para essa personagem, o desfecho não fez muito sentido: a assassina foi Wanda, mãe de Leo, tentando proteger o filho mau-caráter. Porém, a personagem era fina demais e não dava sinais de que pudesse, um dia, cometer um crime.

5. Champagne (1983)

Quem matou Zaíra?

Cassiano Gabus Mendes era conhecido por suas comédias românticas charmosas às 19h. Aí, quando foi chamado para escrever uma novela das 20h, resolveu fazer tudo ao contrário, com um mistério pesado e sem charme algum. Não tinha como dar certo, não é?

A novela inteira girava em torno do assassinato da copeira Zaíra, anos antes: o personagem de Tony Ramos, o mocinho, tentava provar a inocência do pai. Mas ninguém se importou muito com a história. No fim, ela foi morta pelo personagem Jurandir, amigo do pai do mocinho, por causa de uma paixão não correspondida.

6. O Astro (1977)

Quem matou Salomão Hayalla?

Para terminar, mais um item polêmico, já que O Astro é um dos maiores sucessos da história da TV e todo mundo queria saber quem era o assassino. Mas a realidade é que o mistério não foi tão bem construído, havia poucos suspeitos para criar suspense e, no final, o assassino era o mais óbvio desde o início. Foi Felipe, amante de Clô, esposa de Salomão Hayalla. Dias antes a notícia já estava na capa das revistas e ninguém ficou surpreso.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.