5 instrumentos musicais inusitados e desconhecidos

Quando o assunto é instrumento musical, é bem provável que alguns deles surjam na sua mente: violão, piano, guitarra, baixo, bateria, trompete, violino e por aí vai. Porém, o mundo da música se expande muito além do que a cultura popular conhece, sendo que alguns instrumentos são pouquíssimo conhecidos por boa parte da população.

Alguns foram inventados por compositores e músicos, outros por cientistas e outros por artistas, mas todos têm seu papel histórico e cultural. Por isso, nós separamos uma lista com cinco instrumentos musicais bastante inusitados e desconhecidos para você aprender mais sobre essas histórias. Veja só!

1. Guitarra Gittler

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Imagine uma guitarra que perdeu o corpo e só restou o braço, ela ainda poderia ser considerada um instrumento? É esse o apelo entregue pela chamada guitarra “Gittler”, um instrumento experimental nascido pelas mãos do seu criador, Alan Gittler, na década de 1970.

A ideia dele era transferir um dos instrumentos mais famosos do mundo para um design minimalista que continuasse sendo funcional. Por esse motivo, esse instrumento tem apenas trastes, cordas, uma porca e uma ponte, mas mesmo assim produz sons impressionantes.

2. Órgão de Baschet

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Também chamado de Órgão de Cristal, o Órgão de Baschet é um instrumento feito de hastes de vidro, metal e madeira. Criado pela dupla de irmãos artistas Bernard e François Baschet, esse instrumento surgiu pela primeira vez em 1952. E o mais curioso de tudo: ele precisa ser molhado para emitir som.

Portanto, tal como funciona nas brincadeiras com copos de cristal, esse instrumento cria música através das vibrações criadas pelo ato de passar o dedo molhado pelas hastes de vidro. Essas vibrações, então, são transmitidas para uma caixa grande através de um fio de metal de cumprimento variável, que determina a frequência. Por fim, o instrumento amplifica os sons usando cones de fibra de vidro fixados na madeira.

3. Instrumentos queimados

(Fonte: Burned Instrument Orchestra/Reprodução)(Fonte: Burned Instrument Orchestra/Reprodução)

Para representar a ameaça de desaparecimento da floresta amazônica, a orquestra brasileira Burned Instruments Orchestra (BIO), liderada por Marco Scarassatti e Livio Tragtenberg, decidiu inventar uma forma diferente de lamentar a destruição da natureza nacional.

As músicas melancólicas são compostas a partir de instrumentos feitos com madeira queimada da floresta tropical, utilizada para despertar a atenção dos ouvintes. Os artistas foram inspirados pelo inventor suíço Walter Smetak, que criou mais de 200 esculturas musicais que também eram usadas como instrumentos. 

4. Contrabaixo Duduk

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Para criar uma trilha sonora completamente única para o filme Duna (2021), do diretor Denis Villeneuve, o compositor Hans Zimmer decidiu que era hora de usar técnicas inovadoras para sua obra. Para isso, ele usou elementos como flautas de bambu indianas, apitos irlandeses e distorções de guitarra. 

E para complementar a trilha, Zimmer também optou por algo diferenciado: o “contrabaixo duduk”, uma versão moderna de um antigo instrumento de sopro armênio, que era feito de madeira de damasco e normalmente pertencia às tribos indígenas locais.

5. Órgão de estalactites

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Utilizando apenas a engenhosidade humana, os depósitos minerais em forma de gelo nas Cavernas Luray, do famoso Vale Shenandoah nos Estados Unidos, foram transformados em um enorme Órgão de Estalactites. Conhecido por ser o maior instrumento do mundo, ele ocupa “apenas” 14 mil m² da caverna.

Quando batido eletronicamente por marretas com ponta de borracha, o órgão produz “tons de qualidade sinfônica”. O inventor do projeto foi Leland W. Sprinkle, um homem que trabalhou como matemático e cientista eletrônico para o Pentágono. Seu conhecimento o ajudou a identificar quais estalactites deveriam ser batidas, tanto literal quanto figurativamente, para que correspondessem exatamente a uma escala musical.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.