Por que as embalagens sempre vêm com espaço sobrando?

Você sabia que o espaço que vem de sobra nas embalagens dos produtos não é uma forma das empresas  iludirem o consumidor a achar que está comprando mais de um determinado produto? Na verdade, essa folga é uma forma de garantir a integridade dos produtos e fazer com que eles cheguem na sua mesa inteirinhos.

Portanto, da próxima vez que você for comprar um pacote de salgadinhos, lembre-se de que o “ar” que você está comprando também tem uma finalidade. Então, vamos falar mais sobre esse assunto e algumas das práticas que as companhias adotam para conseguir conservar um produto nas prateleiras dos mercados.

Embalagem “meio cheia”

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Na indústria de manufatura, o espaço vazio nas embalagens dos produtos é colocado de maneira intencional. A ideia desse espaço adicional é justamente poder proteger o que está dentro da embalagem de algum dano eventual. Se essa sobra não existisse, você provavelmente encontraria sua batatinha chips completamente destruída e em farelos.

Normalmente, esse espaço pode ser chamado de headspace é aparece em uma enorme variedade de produtos. Como cada embalagem costuma fazer uma longa viagem da unidade de produção até o supermercado ou máquina de vendas, é importante que ela receba essa camada de proteção extra para que o cliente receba o melhor material possível.

Além disso, todas as embalagens precisam conter o peso do produto para estarem regulamentadas — o que significa que você não está sendo enganado. Portanto, dá próxima vez que você for comprar um salgadinho, saiba que o valor exibido para o consumidor é realmente aquilo que você receberá.

Uso de nitrogênio

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Outro fato interessante é que algumas empresas utilizam o gás nitrogênio para complementar o vazio das embalagens de salgadinhos. Essa é mais uma das medidas para manter o alimento fresco até ele chegar em seu destino. Caso o saco fosse reposto com ar “normal”, a comida provavelmente ficaria molhada e estragada.

Em 1994, cientistas descobriram que a exposição das batatas chips ao nitrogênio não só ajudava a aumentar sua vida útil, mas também fazia com que elas tivessem um gosto melhor. Vale ressaltar que o nitrogênio é um gás natural e inofensivo para os seres humanos, portanto seu uso na produção não oferece nenhum perigo para a nossa saúde.

Importância do headspace

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

E se você pensa que apenas as embalagens de salgadinho são as que usam o headspace, você não poderia estar mais errado. Agora que estamos chegando no fim do ano, precisamos voltar nossa atenção para um produto que costuma aparecer com bastante frequência nas festas de Natal: o panetone.

Segundo os dados da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi), a expectativa é de que 41 mil toneladas de panetone sejam comercializadas no Brasil em 2021. E para que esse alimento chegue intacto até a sua casa, existem diversas medidas de proteção usadas, principalmente na finalização da embalagem.

“No processo de compressão, uma espécie de "gancho" promove o fechamento da caixa. Se o produto estiver sem nenhuma folga interna, esse gancho poderia encostar no plástico que embala o panetone. O headspace garante a integridade e a segurança do produto, além de impedir o contato com a ferramenta”, disse Flávia Angarten, Especialista de Aplicação da Henkel, empresa líder global em adesivagem de caixas e cartuchos, em resposta ao Mega Curioso.

Integridade máxima

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Além do espaço nas caixas de panetone, a Henkel é quem trabalha com o adesivamento do produto final. Diferente dos panetones que são entregues ao consumidor em embalagens de plástico, os que são adesivados corretamente permitem que o consumidor tenha a garantia de que receberá um produto sem violação e sem alteração no sabor.

Nesses casos, o adesivo ainda “acusa” caso a caixa tenha sofrido alguma violação. Uma vez que ela for aberta, ela não poderá ser colada novamente. Isso inviabiliza qualquer tentativa de alteração do produto após sua adesão, mantendo a integridade dele — algo que era mais comum quando o fechamento era feito apenas por encaixe.

“A adesivagem correta impede a contaminação com sujeiras externas ou até mesmo a entrada de insetos na embalagem. Esse cuidado com a segurança alimentar auxilia na conservação do produto e do seu frescor”, afirma a funcionária da Henkel. Sendo assim, toda a confecção das embalagens é minuciosamente pensada para que o consumidor receba o melhor produto possível e com a garantia de que ele estará próprio para consumo.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.