Seja o primeiro a compartilhar

5 alternativas criativas para os fogos de artifício

Agora que 2022 já está "batendo na porta" de nossas vidas, estamos nos aproximando de um dos momentos mais aguardados: a noite de Ano-Novo. E, como acontece em diversos países, o show de fogos de artifício é sempre um elemento a mais que preenche essa data especial e dá um toque mágico para tudo.

Porém, há quem não goste dos fogos tanto assim, seja pelo excesso de barulho, seja por assustar os cachorros, seja por medo pessoal. Então, nós fizemos uma lista com cinco alternativas para esse método que podem aparecer no dia do Ano-Novo. Olhe só!

1. Enxame de drones

(Fonte: Intel/Divulgação)(Fonte: Intel/Divulgação)

Os drones têm-se mostrado cada vez mais o futuro da nossa tecnologia e são especialmente ótimos para shows aéreos. Inclusive, exemplos disso já puderam ser vistos nos Estados Unidos e na China, onde esses robôs voadores já apareceram como substitutos dos fogos de artifício.

Para se ter ideia, a companhia de tecnologia Intel lançou mais de 2 mil drones ao céu em sua base na Califórnia para formar um mosaico de celebração no aniversário de 50 anos da empresa. O show de luzes durou cerca de 8 minutos e mostrou todo o potencial da tecnologia.

2. Lança-chamas

(Fonte: Luke Taylor)(Fonte: Luke Taylor)

Por que não substituir os fogos de artifício por chamas de verdade? É isso que uma empresa chamada Arcadia tem feito em concertos pela Inglaterra. No festival anual de música Glastonbury, a Arcadia tem uma grande alternativa para o Ano-Novo: uma enorme criatura feita de metal que lança chamas para o ar.

A atração conta com uma aranha mecânica de 50 toneladas e 15 metros de altura. No meio do público, o animal biônico soltará lasers e gigantes bolas de fogo para cima. O festival será feito para 50 mil pessoas e poderá ser visto de todas as partes. O principal combustível para o show pirotécnico é o biodiesel. 

3. Projeções virtuais no céu

(Fonte: Dave Lynch/Reprodução)(Fonte: Dave Lynch/Reprodução)

Se tudo no Ano-Novo se torna chato se a noite estiver nublada, uma alternativa bastante criativa pode salvar a data. Imagine só utilizar as nuvens como uma tela para um projetor de cinema gigante, capaz de reproduzir lindas imagens diretamente no céu. 

A ideia surgiu em 2015 pelas mãos do artista britânico Dave Lynch, que lançou um projeto no qual foi capaz de projetar uma cena de um cavalo galopando no céu de Nottingham. Para isso, ele usou um projetor laser especial (chamado zoopraxiscópio) montado em um pequeno avião e voou sobre a área para usar as nuvens como uma tela branca.

4. Aurora artificial

(Fonte: HAARP/Divulgação)(Fonte: HAARP/Divulgação)

Nem todos nós vivemos em latitudes próximas aos polos do planeta para ver o belíssimo fenômeno da aurora boreal de perto, mas isso não significa que não possamos encontrar uma alternativa. Recentemente, o High Frequency Active Auroral Research Program (HAARP), projeto baseado no Alasca e que estuda fenômenos na ionosfera, aprendeu a reproduzir esse incrível show de luzes no céu.

Para isso, eles usam 180 antenas de transmissão capazes de emitir ondas de rádio de alta intensidade diretamente para a ionosfera, uma camada superior da atmosfera. As poderosas ondas de rádio aceleram os elétrons espalhados naquela altura, e suas colisões criam o brilho característico que forma as auroras. Já pensou?

5. Balões de hélio

(Fonte: Internet/Reprodução)(Fonte: Internet/Reprodução)

Já pensou substituir os gloriosos foguetes explosivos do Ano-Novo por balões de hélio "inofensivos"? Essa é uma ideia que tem agradado algumas cidades pelo planeta, as quais optam por essa prática para oferecer aos seus habitantes um belíssimo show da virada.

O problema, entretanto, é que os balões não são tão inofensivos assim. Em 1986, a cidade de Cleveland (EUA) lançou 1,5 milhão de balões no céu no Ano-Novo. Porém, uma tempestade que se aproximava fez que os objetos ainda inflados descessem para perto do solo. Então, eles pousaram na superfície do lago Erie e impossibilitaram o trabalho das autoridades de encontrar dois pescadores desaparecidos. Em outras partes da cidade, os balões assustaram grupos de cavalos e provocaram alguns acidentes. Foi uma verdadeira tragédia.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.