Seja o primeiro a compartilhar

Como cada um dos 12 apóstolos de Jesus morreu?

Entre as diversas figuras do Cristianismo, temos os apóstolos como alguns dos mais conhecidos por várias pessoas. E, assim como é dito de Jesus Cristo na Bíblia, praticamente todos eles passaram por grandes provações ao final de suas vidas.

E a pergunta que pode surgir na cabeça de muitos é a que dá título a esta matéria: como cada um dos 12 apóstolos de Jesus morreu? Caso esteja neste grupo, confira a resposta para esse questionamento a seguir.

1. Pedro

(Fonte: Wikipedia/Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

O mais velho do grupo foi o responsável por fundar as raízes do Cristianismo, o que fez com que vários olhares de imperadores e dos chamados doutores da lei da época recaíssem sobre ele.

De acordo com a tradição da igreja, ele foi morto pelo imperador Nero por volta do ano 64. Tal como Jesus, ele também foi condenado à crucificação, mas por não se achar digno de morrer da mesma forma que seu mestre, pediu para que sua cruz fosse colocada de ponta-cabeça.

Pedro é considerado o primeiro papa da Igreja Católica e seus restos mortais estão na Basílica de São Pedro, em Roma.

2. André

(Fonte: Wikipedia/Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

André era irmão de Pedro, e por conta disso foi um dos primeiros a se unir ao grupo dos seguidores de Jesus Cristo. Sua morte aconteceu antes da de Pedro, por volta do ano 60. Acredita-se que ele tenha sido bastante torturado antes de ir para a cruz grega, que possuía um formato de X.

Seus restos mortais seriam levados pelo mar para a Escócia, mas o barco naufragou. Por conta disso, na região existe uma ilha chamada Santo André.

3. João

(Fonte: Wikipedia/Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

Autor de um dos quatro Evangelhos, do livro do Apocalipse e de mais textos que constam na Bíblia, João era considerado o discípulo mais próximo de Jesus. Diferente de todos os outros seguidores de Cristo, ele é o único que aparentemente morreu de causas naturais aos 100 anos de idade, na região de Éfeso. Isso teria acontecido por volta do ano 98.

4. Filipe

(Fonte: Wikipedia/Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

A história da morte deste discípulo é um pouco confusa e não há nenhum relato exato sobre como teria acontecido a sua partida deste mundo.

Após pregar na Ásia, acredita-se que o seu fim possa ter acontecido por meio de crucificação, enforcamento, apedrejamento, decapitação ou até mesmo por causas naturais (esta é a menos aceita). O que se sabe ao certo é que sua vida teve fim por volta do ano 80.

5. Bartolomeu

(Fonte: Wikipedia/Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

Após ser enviado por Jesus em missão, Bartolomeu pregou em regiões como Armênia, Índia e Mesopotâmia. Sua morte também desperta curiosidade, sendo que entre os católicos a ideia mais aceita é a de que ele tenha sido colocado vivo em um saco após apanhar e ficar inconsciente, sendo lançado ao mar em seguida.

Entretanto, algumas frentes acreditam que ele também teria sido crucificado, mas essa é uma ideia um pouco menos aceita pela maioria.

6. Mateus

(Fonte: Cruz de Terra Santa/Reprodução)(Fonte: Cruz de Terra Santa/Reprodução)

Outro evangelista dessa lista, Mateus pregou em regiões como Pérsia, Judeia e Etiópia após a ressurreição de Jesus. Sua morte aparentemente aconteceu em decorrência de um ferimento de alabarda (uma espécie de lança) por volta do ano 60.

No início dos estudos sobre as mortes dos apóstolos, alguns historiadores chegaram a acreditar que Mateus teria morrido de causas naturais, mas a ideia não é aceita por boa parte dos estudiosos nos dias atuais.

7. Tomé

(Fonte: Wikipedia/Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

Tido como o discípulo incrédulo (os relatos do Evangelho indicam que ele pediu para tocar em Jesus e, dessa forma, ter a certeza que ele havia ressuscitado), Tomé pregou na Índia e morreu por volta do ano 53 na região de Meliapor após ter sido perfurado várias vezes por uma lança.

Curiosamente, a cidade em que ele morreu é conhecida atualmente como São Tomé de Meliapor.

8. Simão

(Fonte: A12/Reprodução)(Fonte: A12/Reprodução)

No grupo de Jesus havia dois homens que atendiam pelo nome Simão: o primeiro se tornou Pedro, enquanto o outro era conhecido como Simão, o Zelote. Os relatos referentes ao seu martírio são diversificados, mas todos levam a crer que teve um fim tão cruel quanto o de muitos outros dessa lista.

Entre as possibilidades para a sua morte estariam uma possível crucificação, ter sido serrado ao meio e até mesmo ter se tornado vítima de um massacre ocorrido no ano 70.

9. Tiago Maior

(Fonte: Cruz de Terra Santa/Reprodução)(Fonte: Cruz de Terra Santa/Reprodução)

Outro membro do grupo que se converteu de pescador a discípulo de Jesus. Ele teria sido o primeiro deles a morrer pela causa de Cristo, algo que teria acontecido por volta do ano 44 do calendário atual.

A ideia mais aceita para sua morte teria sido a decapitação, ordenada pelo rei Agripa. Sua cabeça estaria enterrada debaixo do altar da Capela de São Tiago Maior, no Bairro Armênio de Jerusalém. Ele é bastante venerado em países como Chile, Peru, México e Espanha, que, aliás, o tem como padroeiro e também mantém a tradição da caminhada de Santiago de Compostela.

10. Tiago Menor

(Fonte: Wikipedia/Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

Existem duas possibilidades para a morte de Tiago Menor: a primeira data do ano 62, dando a entender que ele foi crucificado no Egito após uma passagem em missão pela Palestina. A outra versão é ele ter sido apedrejado até a morte a mando de Ananias, sumo-sacerdote que desejava ouvir da parte dele a denúncia de alguns cristãos — algo que certamente não aconteceu.

11. Judas Tadeu

(Fonte: Wikipedia/Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

Santo popular entre os católicos, Judas Tadeu seguiu para Mesopotâmia, Arábia, Síria e Pérsia após a ressurreição de Jesus. Não se sabe ao certo como e quando sua missão terminou, mas muitos acreditam que a alabarda que aparece em sua imagem pode ter alguma relação com a morte dele.

12. Judas Iscariotes

(Fonte: Wikipedia/Reprodução)(Fonte: Wikipedia/Reprodução)

Por fim, temos o apóstolo responsável pela traição de Cristo. De acordo com relatos bíblicos, após entregar Jesus por 30 moedas de prata, Judas teria caído em si e percebido o erro que cometeu. Como já era tarde, seu arrependimento fez com que acabasse se enforcando para colocar um fim em sua vida.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.