1 – Para se manter quente, é preciso estar seco

Em ambientes frios, é fundamental garantir que a temperatura do seu corpo não caia rapidamente, certo? Por isso, prefira roupas feitas de lã no lugar das feitas de algodão. O motivo está no fato de que a lã absorve menos umidade do seu corpo e, por isso, fica mais seca – roupas de algodão, como meias, tendem a ficar úmidas e geladas mais depressa.

2 – Comer neve não vai te deixar hidratado

A não ser em situações extremas, não é inteligente que você coma neve acreditando que está fazendo tão bem para o seu corpo como se tivesse tomando água. O motivo está no fato de que seu corpo vai precisar gastar muita energia para transformar o gelo em água, e a não ser que seja extremamente necessário não vale a pena fazer tanto esforço para isso.

3 – Se o avião no qual você estiver pousar na água, espere um pouco antes de inflar seu colete

É natural que nosso primeiro impulso em uma situação de emergência grave, como a que faz um avião pousar na água, seja inflar o colete salva-vidas, certo? O problema é que isso não é exatamente uma boa ideia. Se for necessário correr para fora da aeronave ou em direção à cabine, a flutuabilidade do casaco vai tornar essa tarefa muito mais difícil. Primeiro, nade em direção a uma saída de emergência e infle o colete apenas depois de já ter saído da aeronave.

4 – É possível realizar a manobra de Heimlich em si mesmo

Se você se afogar com algum alimento que ficou preso em sua garganta e não tiver ninguém por perto, feche a sua mão mais forte e a posicione abaixo da sua caixa torácica, logo acima do umbigo. Depois, coloque a palma da outra mão sobre o punho para poder empurrar a mão com mais força.

Em seguida, movimente o punho fechado para dentro do diafragma, em direção à parte superior do seu estômago. Repita várias vezes até que o objeto preso na sua garganta seja deslocado.

5 – Sempre leve anti-histamínicos na sua bolsa quando for conhecer algum lugar novo

É fundamental estar prevenido na hora de desbravar o mundo (especialmente em acampamentos e atividades semelhantes). Como nunca sabemos se vamos encontrar algo que nos dê alergia, ter anti-histamínicos pode salvar a nossa vida.

6 – Os limites do seu corpo seguem uma regra de três, sabia?

Não exatamente como aquela que você aprendeu nas aulas de matemática, mas funciona assim: as pessoas geralmente conseguem ficar três minutos sem respirar, três horas expostas em ambientes climáticos extremos, três dias sem água e três semanas sem comida.

7 – E se a panela com óleo de cozinha pegar fogo?

Nunca use água para resolver qualquer incêndio provocado por gordura, já que as moléculas do líquido vão para o fundo do recipiente quente, evaporam rapidamente e provocam chamas ainda maiores. O melhor é desligar a boca do fogão que está esquentando a panela e cobri-la com outra panela, para que o fogo acabe por falta de oxigênio.

8 – Se você for esfaqueado, não retire a faca do local

Por mais agoniante que seja, fique com o objeto até chegar ao hospital. Puxar uma faca ou algo afiado que tenha entrado na sua musculatura só vai fazer com que você perca mais sangue. O ideal é cobrir o local e buscar ajuda médica imediatamente.

9 – Informações úteis sobre acidentes aéreos

80% dos acidentes aéreos acontecem nos três primeiros minutos após a decolagem ou nos oito minutos antes da aterrissagem. Nesses momentos específicos, redobre a atenção e localize as saídas de emergência da aeronave.

10 – A maioria das mortes em incêndio não são por queimaduras

O problema maior é que as pessoas acabam respirando muita fumaça. Por isso, se estiver no meio de um incêndio, se jogue ao chão até conseguir sair para evitar que isso aconteça.

11 – Se você se perder, procure uma cerca

A cerca quase sempre vai conduzir você até a entrada de uma estrada ou de uma propriedade. Vale também seguir alguma correnteza, já que ela sempre vai para baixo e certamente chegará a um grande afluente.

12 – Precisa armazenar água temporariamente?

Uma boa saída para armazenar água é usar preservativos, e o motivo está no fato de que esses itens são incrivelmente elásticos e servem como bexigas resistentes capazes de segurar até um galão de água. O inverso também vale: se a ideia é proteger itens do contato com a água, como fósforos e telefones, envolva esses objetos em camisinhas.

13 – Driblando o viés da normalidade

O viés da normalidade é um fenômeno psicológico que faz com que pessoas deixem de tomar alguma atitude em momento de alerta por acreditarem que tudo ficará bem. Essa crença as paralisa por alguns instantes e isso pode ser bastante prejudicial.

A dica, portanto, é localizar saídas de emergência sempre que entrar em um local novo, como uma sala de cinema ou uma balada. Assim, se por ventura algo acontecer, você acabará sendo mais ágil e irá direto para a saída.