297
Compartilhamentos

Vulcão bizarro pode destruir as mais antigas pegadas de humanos na Terra

O vulcão Ol Doinyo Lengai, no nordeste da Tanzânia, possui um comportamento diferente e anômalo se comparado com outras formações desse tipo. Nele, a lava entre em erupção a apenas 510 °C, o que é metade da temperatura que a lava normalmente alcança em outros lugares – tanto que um homem já caiu em sua cratera e saiu vivo de lá!

Outro detalhe é que a lava desse vulcão é muito mais líquida que o normal, fluindo quase como água! E se não bastasse esse comportamento anômalo, o Ol Doinyo Lengai parece estar prestes a ter uma erupção massiva! E se isso acontecer, a História da humanidade sofrerá um grande baque.

Dentro de alguns meses ou pouquíssimos anos, ele deve explodir, potencialmente colocando em riscos os sítios arqueológicos localizados no entorno do vulcão – uma região conhecida como garganta de Olduvai. “Há um aumento nas emissões de cinzas e na incidência de terremotos, além da elevação de pequenos cones vulcânicos e de uma fenda cada vez maior no topo do vulcão no lado oeste”, explicou a vulcanologista Sarah Stamps.

Pegadas de 19 mil anos com o vulcão ao fundo: destruição é praticamente certa

Os sítios arqueológicos e paleontológicos dessa região são uns dos mais antigos do planeta. Uma erupção desse vulcão certamente cobriria pegadas que estão impressas no solo há pelo menos 19 mil anos! Os estudiosos já conseguiram catalogar ao menos 400 dessas marcas – tanto que essa alta incidência fez a planície ao redor do vulcão ser chamada de “salão de dança”.

Já o sítio Laetoli, que tem pegadas com 3,6 milhões de anos, parece estar um pouco mais a salvo: ele fica a 114 km de distância do Ol Doinyo Lengai, mas também está ameaçada caso a iminente erupção seja maior do que se espera. Hoje, já conseguimos digitalizar em 3D todas essas marcas, mas não temos como retirá-las do solo. O jeito vai ser esperar essa catástrofe realmente acontecer.

Primeiros passos: pegadas com mais de 3 milhões de anos estão ameaçadas

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.