Muitas mulheres relatam desconforto durante o ato sexual por conta da pressão dentro de suas vaginas. Para tentar estudar esses casos, pesquisadores da Universidade de Maastricht, na Holanda, criaram um dispositivo que serviriam como um indutor da pressão vaginal para poder ser analisado a relação entre a dor e a excitação. Entretanto, os resultados foram diferentes do esperado...

Acontece que um aumento significativo do prazer sexual com o instrumento inserido dentro da genitália feminina. Foram chamadas 42 mulheres para a pesquisa, com idade média de 24 anos, que colocavam o objeto na vagina e o inflavam com água morna para criar a pressão necessária para o estudo. Quando a pressão se tornava desconfortável, elas podiam apertar um botão para diminuir o balão dentro de si.

Aparelhinho aumentou o prazer das entrevistadas

Enquanto isso, elas assistiam a uma variedade de filmes, que iam dos convencionais, como “Forrest Gump”, aos pornográficos. A pressão vaginal adicional aliada com os filmes eróticos produziam uma sensação de prazer muito além do que elas estavam acostumadas! “A pressão vaginal aumentou a excitação sexual subjetiva durante os filmes sexuais, o que pode implicar que essa pressão pode potencializar a excitação em mulheres sexualmente funcionais”, concluíram os pesquisadores.

Cerca de 30% das mulheres relatam dores durante o ato sexual. A origem desse problema pode ser tanto física quanto psicológica, por isso os cientistas buscam formas de entender esse desconforto e, quem sabe, fazer com que menos mulheres passem por isso. Tomara que o novo estudo possa ajudar nesse sentido, nem que seja na criação de brinquedos eróticos diferenciados, não acham?