Pessoas neuróticas tendem a viver mais, diz pesquisa
819
Compartilhamentos

Pessoas neuróticas tendem a viver mais, diz pesquisa

Último Vídeo

Um estudo publicado na revista Psychological Science, mostra uma coisa muito boa para os neuróticos de plantão: eles podem viver mais do que pessoas que não apresentam altos índices de neuroticismo. Esse é um dos “cinco grandes” pilares da psicologia, que ainda inclui a extroversão, a amabilidade, a conscienciabilidade e a abertura para novas experiências.

O neuroticismo se apresenta na forma de ansiedade, medo, raiva, frustração, nervosismo e preocupação, por isso muita gente acredita que ele leva a quadros de depressão, fobia, pânico e dependência química. Isso tudo parece ser só um amontado de coisas ruins, mas, de acordo com a Ciência, pode te fazer viver mais!

“Nossas descobertas são importantes porque sugerem que o fato de alguém ter um alto nível de neuroticismo às vezes pode ter um efeito protetor, tornando as pessoas mais vigilantes sobre sua saúde”, disse Catharine Gale, autora do estudo e pesquisadora nas Universidades de Edimburgo e de Southampton.

A pesquisa foi feita com pouco mais de 500 mil pessoas entre 37 e 73 anos, que precisaram responder um questionário sobre o que pensavam sobre sua saúde física e mental. Prontuários médicos também foram anexados à pesquisa, para ver o quanto as pessoas realmente se importavam sobre suas condições. Uma nova fase da pesquisa com as mesmas perguntas aconteceu depois de cerca de 6 anos.

Ao cruzar todos os dados, os cientistas conseguiram notar que um alto índice de neuroticismo pode estar relacionado a um menor número de mortes causadas por maus hábitos de saúde, inclusive no desenvolvimento de cânceres! Assim, da próxima vez que te chamarem de neurótico, tente ver o lado bom da coisa antes de dar aquela surtadinha básica, afinal, você pode ter uma vantagem evolutiva.

*Publicado em 31/7/2017

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.