Lugar e hora errados: adolescente tem as pernas devoradas ao entrar no mar
1.520
Compartilhamentos

Lugar e hora errados: adolescente tem as pernas devoradas ao entrar no mar

Último Vídeo

No sábado (5), a vida do adolescente Sam Kanizay, de 16 anos, estava uma maravilha: ele jogou futebol com os amigos e depois foi praticar surfe com remo (também conhecido pelo nome em inglês stand up paddle) na praia de Dendy Street, em Melbourne, na Austrália. Porém, o passeio quase acabou em tragédia quando ele notou que suas pernas estavam sangrando.

No começo, Kanizay achou que pudesse ter pisado em uma pedra, mas como o sangramento acontecia em várias partes de seus pés e tornozelo, ele achou que algo mais grave tinha acontecido. Ele foi encaminhado a um hospital, e os médicos não conseguiam conter as hemorragias nem determinar a causa desse estranho incidente.

Jarrod Kanizay, pai do rapaz, resolveu voltar à praia em que o acidente aconteceu para investigar o assunto por conta própria. Ele jogou uma rede com um pedaço de carne no mar e, ao recolhê-la, notou que inúmeros seres minúsculos estavam devorando a iguaria. Ele levou sua descoberta ao hospital em que o filho estava internado e mostrou as criaturinhas para os médicos.

As pernas do adolescente ficaram em carne viva

Foi notado, então, que a carne estava sendo devorada por bichinhos conhecidos como “piolhos-do-mar”, que são, na verdade, larvas de águas-vivas. Mesmo assim, esse comportamento é extremamente incomum! O biólogo marinho Michael Brown explicou que em 20 anos de trabalho nunca viu nada parecido. Normalmente, esse tipo de parasita se alimenta de peixes, comendo o muco e a carne desses animais.

Já o adolescente ficou internado durante o final de semana inteiro, tomando antibióticos e fazendo biópsias – o medo era de que algum desses piolhos-do-mar tivesse entrado na sua pele e estivesse corroendo o membro por dentro. A expectativa é de que ele recebesse alta nesta segunda-feira (7), já que o pior passou.

Seu pai filmou as criaturas nojentas comendo a carne que ele tinha usado para “pescá-las”. Caso sua curiosidade seja muito grande, é só dar o play abaixo: 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.