Restos mortais do primeiro Buda podem ter sido encontrados na China
259
Compartilhamentos

Restos mortais do primeiro Buda podem ter sido encontrados na China

Último Vídeo

Sidarta Gautama, o fundador do budismo, nasceu há mais de 2,5 mil anos em uma região que hoje pertence ao Nepal. Ele morreu aos 80 anos de idade, teve seu corpo cremado e suas cinzas foram divididas entre alguns de seus seguidores como forma de relíquia. Ao longo dos séculos, porém, o paradeiro dessas cinzas sumiu.

Agora, um grupo de arqueólogos acredita que elas foram novamente achadas dentro de um baú na área central da China. De acordo com o site Live Science, o compartimento de cerâmico foi encontrado na região de Jingchuan e trazia a seguinte inscrição: “Os monges Yunjiang e Zhiming, da Escola de Lótus, que pertenciam ao Templo Mañjusri, do Mosteiro Longxing, na Prefeitura de Jingzhou, reuniram mais de 2.000 peças de sarira, bem como os dentes e os ossos de Buda e os enterraram no Salão Mañjusri deste templo”.

Além disso, a urna funerária traz a data de 22 de junho de 1013. As sarira são relíquias budistas e foram objetos de fascínio dos monges citados. Yunjiang e Zhiming passaram mais de 20 anos recolhendo tudo que pudesse fazer referência ao budismo e, supostamente, podem ter tido acesso às cinzas de Sidarta Gautama.

budaBaú funerário foi encontrado por acaso

O texto na urna também fala que os monges receberam as cinzas de doações, mas que partes delas também foram achadas por acaso. Como qualquer relíquia religiosa, os achados em Jingchuan podem não passar de balela, mas os arqueólogos estão trabalhando para atestar a veracidade da descoberta, que aconteceu em 2012, por acaso, durante a realização de obras rodoviárias. Porém, apenas agora elas foram divulgadas.

Curiosamente, as inscrições na urna funerária não fazem nenhuma referência às 260 estátuas budistas encontradas pertinho do mesmo local. Elas pertencem a dois períodos distintos da história chinesa: a dinastia Wei (386 a 534 d.C.) e a dinastia Song (960 a 1279 d.C.). Isso pode indicar que elas foram colocadas no mesmo sítio após as inscrições terem sido feitas, mas mais peças desse quebra-cabeça precisam vir à tona para que os pesquisadores batam o martelo sobre suas origens – tanto das estátuas quanto das cinzas. 

budaSidarta Gautamata foi o fundador do budismo e viveu há mais de 2,5 mil anos

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.