Os GIFs, por mais longos que sejam, possuem uma característica em comum: eles não trazem som. Isso não impede, entretanto, que algumas pessoas “escutem” a imagem em movimento, como no caso de uma animação que mostra uma torre de energia pulando corda com os fios de alta tensão.

Você consegue “ouvir” o GIF abaixo?

torre pulando

Essa animação não é nova, sendo ressuscitada na internet de tempos em tempos. De acordado com o doutorando em psicologia Christopher Fassnidge, esse é um exemplo claro de sinestesia. Já falamos desse efeito aqui no Mega, que acontece quando nossos sentidos se misturam, isto é, a pessoa é capaz de “ver” uma música ou “ouvir” uma cor, entre outras misturebas malucas.

Isso acontece porque nosso cérebro é programado para esperar algum tipo de sensação quando presenciamos alguma coisa. Quando você vê uma bola quicando, por exemplo, você espera ouvir o barulho dela atingindo o chão.

Os pares sinestésicos costumam ser adquiridos na infância. Porém, enquanto a maior fica entre 2 a 4%, a junção “movimento + audição” pode afetar até 20% da população! Outro exemplo semelhante pode ser visto no GIF abaixo:

we will rock you

Vai dizer que você não escuta “We Will Rock You” do Queen ao ver essa imagem?

De acordo com Fassnidge, muitas vezes experimentamos a sinestesia sem ao menos nos darmos conta disso. Às vezes, podemos escutar alguma coisa que não existe apenas pelo fato de que sentimos que o som deveria estar ali. O GIF da antena saltadora foi criado em 2008 e tem trazido muito debate sobre o assunto.