Descobriram no México o maior sistema de cavernas inundadas do mundo
126
Compartilhamentos

Descobriram no México o maior sistema de cavernas inundadas do mundo

Último Vídeo

Você há de concordar que as cavernas submersas não são costumam ser os locais mais seguros do mundo para se explorar, certo? No entanto, após passar quase um ano vasculhando um emaranhado de passagens e canais situados no litoral da Península do Yucatán, perto de Tulum, no México, um time de cientistas acabou descobrindo o maior sistema de cavernas inundadas do planeta — e a descoberta é simplesmente incrível.

Labirinto

A região é conhecida por abrigar 358 sistemas de cavernas submersas que se distribuem ao longo de 1,4 mil quilômetros. Dentre esses sistemas todos, um dos maiores é o Sac Actun, com pouco mais de 260 quilômetros — no entanto, pesquisadores do Instituto de Nacional de Antropologia e História do México e do Projeto Gran Acuíefero Maya (GAM) descobriram que ele se encontra conectado por meio de um túnel a outro sistema, o chamado Dos Ojos que, por sua vez, se estende por 83 quilômetros.

Mergulhador em túnel submerso(Science Alert/Herbert Meyrl/GAM)

Juntos, Sac Actun e Dos Ojos somam 347 quilômetros de extensão e, segundo descobriram os cientistas, consistem no maior sistema de cavernas submersas de que se tem notícia no mundo. Mas não é só isso: as cavernas abrigam exemplares bem-preservados de espécies animais e vegetais já extintas, assim como incontáveis artefatos arqueológicos deixados pelos maias e ossadas de integrantes dessa antiga civilização.

Tesouros em túnel submerso(Science Alert/Jan Arild Aaserud/GAM)

Segundo integrantes do time de cientistas que descobriu que esse labirinto de canais e cavernas está conectado, eles sentiam como se estivessem tentando seguir as veias que existem no interior de um corpo e, em um par de ocasiões, eles estiveram a apenas metro ou metro e meio da entrada da passagem que liga os dois sistemas sem saber. O trabalho teve que ser conduzido com extremo cuidado, já que, muitas vezes, os mergulhadores se embrenhavam por túneis que levavam a outros canais e cavernas ou que não levavam a lugar algum.

Descoberta ímpar

Entre os itens arqueológicos identificados ao longo do sistema de cavernas, os cientistas encontraram cerâmicas, crânios humanos — da cultura maia e de ocupantes mais antigos ainda região —, sepulturas maias e fósseis de animais como a preguiça-gigante, por exemplo, extinta há cerca de 10 mil anos.

Os pesquisadores explicaram que eles registraram mais de 100 contextos arqueológico distintos para serem explorados e acreditam que a descoberta desse verdadeiro túnel do tempo os ajudará a entender melhor o desenvolvimento na região. O mais legal é que os cientistas estão longe de concluir os trabalhos pelos sistemas de cavernas e existe a possibilidade de que eles descubram novos túneis conectando um sistema ao outro. Veja outra imagem:

Caverna inundada no México(Science Alert/GAM)

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.