Radioterapia fez um homem sonhar em cores pela primeira vez
47
Compartilhamentos

Radioterapia fez um homem sonhar em cores pela primeira vez

Último Vídeo

Um australiano de 59 anos vivenciou uma experiência inusitada durante seu tratamento contra um câncer ocular. Depois da vida inteira sonhando em preto e branco — o que já é bastante curioso, por si só! —, ele passou um tempo tendo sonhos vívidos e coloridos!

Essa experiência veio exatamente durante o período em que ele foi submetido às sessões de radioterapia — um tipo de tratamento contra o câncer que costuma gerar uma série de efeitos colaterais, entre os quais estão náuseas, dores de cabeça, queda de cabelo e convulsões, mas nada similar ao que aconteceu com o australiano até então.

O mais curioso é que, logo após o fim da terapia, ele voltou a sonhar somente em preto e branco, o que intrigou ainda mais os especialistas que o acompanhavam durante o processo.

Pesquisadores do Instituto do Câncer da Costa Norte e da Universidade de Sydney, na Austrália, sob o comando do oncologista Michael McKay, realizaram diversas análises do paciente para tentar compreender os processos que levaram ao ocorrido. "Os eventos neurológicos eram sonhos, não alucinações; eles paravam imediatamente quando o paciente acordava", relataram em um artigo científico sobre o caso.

Segundo eles, o que aconteceu provavelmente foi que a mudança na geração das imagens tem a ver com o inchaço e a irritação do tecido cerebral causado pela radiação, uma vez que, quando isso diminuiu, os sonhos também voltaram ao padrão.

Quais são as cores dos seus sonhos?

A presença de cores ou cenas em preto e branco já é bastante discutida há várias décadas. E se, para muitos, sonhos sem cor são novidade, eles não são assim tão incomuns — muito pelo contrário! Cerca de 12% das pessoas sonham completamente em preto e branco, e e isso era ainda mais comum no século passado.

Um estudo de 1942 apontava que apenas 29% dos estudantes que participaram da pesquisa tinham sonhos em cores ocasionalmente. Em 1956, outra pesquisa dizia que esse número era de apenas 15%.

Na década de 1960, quase junto com a TV a cores, as pessoas começaram a ter também sonhos mais vívidos e coloridos.

Em 1962, uma nova pesquisa concluiu que 82,7% dos sonhos tinham cor, enquanto um segundo do mesmo ano dizia que 69% das pessoas acordadas em sono REM, o mais profundo, relatavam estar enxergando imagens coloridas em seus sonhos.

Mais recentemente, um estudo realizado em 2008 por Eva Murzyn, uma psicóloga da Universidade de Dundee, na Escócia, mostrou que pessoas com mais de 55 anos têm cinco vezes mais chances de sonhar em preto e branco do que as que estão na altura dos 25.

E a explicação, por incrível que pareça, pode estar realmente nas mídias coloridas. "Era bastante provável que estudantes colegiais médios, os típicos participantes desses estudos, tivessem contato regular com mídia preta e branca. Os primeiros programas de TV em cores foram transmitidos na década de 1950 (em locais públicos), e os primeiros aparelhos de TV em cores para residências apareceram em 1954; por volta de 1972, a maioria das casas nos Estados Unidos já tinham TV em cores", relembra.

Faz sentido então que, de lá para cá, quem cresceu assistindo TV e vendo vídeos no computador em várias nuances também sonhe apenas em cor!

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.