Homem 'perde' vibrador de 60 cm no reto, e médicos lutam para retirá-lo
681
Compartilhamentos

Homem 'perde' vibrador de 60 cm no reto, e médicos lutam para retirá-lo

Último Vídeo

Se todos os casos médicos mais absurdos fossem colocados nos episódios de "Grey’s Anatomy", provavelmente a série seria eterna, já que 15 temporadas parecem pouco para tanto drama em Seattle, segundo os fãs. Além disso, não faltam maneiras inusitadas de o ser humano ir parar no pronto-atendimento buscando auxílio em suas peripécias.

Ao redor do mundo, os casos de objetos introduzidos e presos no orifício retal são inúmeros e bem variados. Desde brinquedos, desodorantes, lâmpadas, garrafas até legumes, a lista é realmente grande. A recorrência é tanta que procedimentos são criados para facilitar a remoção sem a necessidade de uma cirurgia invasiva.

No centro médico ASST Grand Hospital, localizado em Milão, na Itália, uma nova ferramenta agora está à disposição para situações mais delicadas. Recentemente, um rapaz de 31 anos deu entrada no hospital com um vibrador de 60 centímetros preso dentro corpo. A equipe médica, diante do desafiador caso, precisou inovar e desenvolver outro meio para a remoção do objeto.

Que susto!

O paciente buscou ajuda no centro médico, pois estava com o objeto preso no corpo havia 24 horas e, como ele relatou, “não era possível removê-lo com a mão”. Ele contou também que sentia apenas um leve desconforto; fora isso, estava normal. As tentativas convencionais não foram bem-sucedidas devido “à rigidez, à suavidade e ao tamanho do objeto”, comentaram os médicos.

Foi então que uma nova ideia surgiu antes de a tentativa cirúrgica ser colocada em prática. Por meio de um tubo estente, o cabo de metal foi empurrado corpo adentro buscando segurar a extremidade do vibrador. Enquanto os outros métodos são baseados em materiais mais macios e maleáveis, com esse material a equipe pôde finalmente prender o objeto e removê-lo.

"Nós finalmente conseguimos a extração endoscópica do dispositivo, pegando a ponta do vibrador com este laço de fio-guia", conta o médico chefe da equipe, Dr. Lorenzo Dioscoridi. 

Após o procedimento, o paciente foi liberado no mesmo dia e pôde retornar para casa sem grandes problemas além de alguns desconfortos. Ele inclusive escreveu uma carta à equipe dias depois, agradecendo pela atenção e pelo cuidado nesse caso constrangedor. Realmente foi algo que mexeu com o paciente por dentro!

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.