Jovem chinês ficou com sanguessuga alojada dentro do nariz por 3 meses
48
Compartilhamentos

Jovem chinês ficou com sanguessuga alojada dentro do nariz por 3 meses

Último Vídeo

Médicos chineses realizaram a extração de uma sanguessuga de quase três centímetros que estava alojada dentro do nariz do paciente. Detalhe: o parasita ficou lá por cerca de três meses!

Existem mais de 600 espécies de sanguessugas. Estes parasitas invertebrados e hermafroditas já foram utilizados em culturas antigas como auxílio medicinal, especialmente nos casos que envolviam sangrias. No caso do jovem Pan, a sangria não foi intencional: ele buscou o hospital Dongguan Chang'an, localizado na província de Guangdong, na China, após dez dias com o nariz sangrando – algo bem bizarro já que dez dias com o nariz sangrando significa que alguma coisa deve estar errada.

A consulta foi com o otorrinolaringologista Liu Yuxing, que suspeitou sobre o parasita em seus primeiros diagnósticos. "Embora eu nunca tenha encontrado uma sanguessuga alojada nas vias respiratórias em meus muitos anos como médico, eu imediatamente suspeitei que era isso baseado em relatos semelhantes vistos em revistas médicas", contou o doutor Liu. Após uma endoscopia, o parasita de quase três centímetros foi encontrado preso nas narinas do jovem.

Ao analisar a situação, o médico informou que a remoção não seria algo assim tão simples, pois a sanguessuga poderia se partir caso uma remoção muito forçada fosse a primeira opção. Com metade do animal preso, o procedimento seria ainda mais complicado. Após alguns debates, a equipe decidiu anestesiar o parasita, permitindo uma retirada menos invasiva e a mais segura possível.

Ao ser questionado sobre os possíveis lugares onde ele teria contato com parasitas, Pan afirma que um rio, nos arredores da aldeia onde vive, seria o único local onde ele poderia ter tido contato com sanguessugas. O curioso é que ele havia entrado neste rio três meses atrás. A suspeita médica foi de que pequenos ovos se alojaram nas vias respiratórias quando o jovem foi nadar. Algum tempo depois, esses ovos eclodiram e a sanguessuga se estabeleceu em seu novo lar.

Devido às propriedades anestésicas na saliva da sanguessuga, Pan nunca chegou a sentir dor, mesmo com o animal se alimentando do seu sangue. O único sintoma acabou sendo as hemorragias nasais. A remoção correu bem, o parasita de quase três centímetros perdeu sua casa, e Pan irá pensar duas vezes antes de qualquer banho de rio.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.