Encontros e entrevistas: Causar boa impressão é mais fácil do que parece
13
Compartilhamentos

Encontros e entrevistas: Causar boa impressão é mais fácil do que parece

Último Vídeo

A gente já ouviu muita coisa sobre como causar uma boa impressão na hora de conhecer um novo pretendente ou de passar por uma entrevista com um R.H, mas uma pesquisa recente, conduzida por Janina Steinmetz, veio para mostrar que o que pensávamos saber nesse sentido pode não ser o jeito ideal de se sair bem nessas situações.

O estudo foi feito com base em três experimentos que, no fim das contas, revelaram que as pessoas que são honestas e falam sobre o quanto trabalharam para alcançar um objetivo se tornam mais desejáveis do que aquelas que atribuem suas conquistas a um talento nato.

“Uma história de sucesso não é completa sem o trabalho duro e uma explicação do por que nós temos sucesso. O sucesso veio fácil, graças ao talento de alguém, ou foi atrelado ao trabalho duro? Ambas atribuições podem ser parte de uma autopromoção de sucesso, mas a minha pesquisa mostra que enfatizar o esforço é uma forma mais provável de conquistar uma impressão positiva e de as pessoas realmente desejarem conhecer a história por trás do seu sucesso”, explica Steinmetz.

A pesquisa

piscadinha

O estudo se focou em diferentes táticas de apresentação e de comportamento em distintos cenários. Uma pesquisa anterior, também realizada por Steinmetz, já havia revelado que as pessoas associam casos de esforço e dedicação com sentimentos de reconhecimento, e que expressar essas qualidades é sempre um ponto favorável.

Nesta pesquisa mais recente, a intenção era a de descobrir como as pessoas se sentem em relação ao esforço alheio, mas também às demonstrações de sucesso por talento nato.

O primeiro experimento ocorreu com 200 universitários que deveriam fingir que estavam participando de uma entrevista de emprego. Metade deles foram orientados a imaginar que o entrevistador havia pedido para que dividissem uma história de sucesso de modo que fossem percebidos como candidatos excelentes. Em uma escala de 1 a 7, os voluntários responderam a perguntas sobre citar seus esforços ou citar seus talentos e habilidades.

A outra metade de participantes ficou com o papel de ser entrevistadores, e tiveram que responder às mesmas questões, mas refletindo sobre o que gostariam de ouvir quando alguém tivesse que contar uma história de sucesso.

No outro experimento, que foi através de uma pesquisa online, o questionário foi o mesmo, mas o cenário mudou e passou a ser um encontro romântico, com os envolvidos se esforçando para conseguir marcar um segundo encontro. Aqui, 201 pessoas particiapram.

Por fim, um experimento replicou o primeiro, agora com 202 pessoas adultas que foram selecionadas online.

Resultados

titas

Nos três experimentos os participantes responderam que ouvir uma história sobre os esforços de alguém é algo que os faz criar o desejo de conhecer melhor a pessoa, ainda que os que tiveram que contar suas histórias tenham focado em seus talentos.

O próximo passo de Steinmetz e sua equipe é investigar como essas diferenças se aplicam em culturas distintas e como pessoas de diferentes partes do mundo preferem falar sobre sucesso. Você concorda com os resultados que ela revelou até agora?

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.