Rússia quer competir com SpaceX e chegar à Marte usando foguete nuclear
337
Compartilhamentos

Rússia quer competir com SpaceX e chegar à Marte usando foguete nuclear

Último Vídeo

A corrida espacial para Marte está aquecida por causa de Elon Musk e os projetos ousados da SpaceX, mas agora possui mais um competidor: a Rússia. O Centro de Pesquisa Keldysh, de Moscou, está trabalhando em um foguete nuclear reutilizável em parceria com a Roscosmos, a agência espacial russa, para fazer missões rumo ao planeta vermelho futuramente.

De acordo com o chefe da pesquisa, Vladimir Koshlakov, o novo sistema de propulsão russo está sendo desenvolvido desde 2009 e seria capaz de fazer coisas consideradas “ficção científica” atualmente.

Segundo os pesquisadores, a tecnologia russa pretende ganhar o mercado com sua durabilidade e velocidade. Um vídeo conceitual da nave em desenvolvimento pela Keldysh foi liberado pela agência espacial da Rússia.

O motor de propulsão russo utiliza tecnologia nuclear para funcionar e não precisa de baterias alimentadas por luz solar ou combustível para se mover no espaço, o que, teoricamente, traria vantagens na manutenção da espaçonave.

A Rússia não revelou quando fará suas primeiras missões espaciais com a nave nuclear.

Segundo as promessas da Roscosmos, as naves equipadas com o sistema conseguirão fazer o caminho da Terra até Marte em menos de um ano, um período de tempo consideravelmente curto para uma viagem dessa magnitude. "A viagem até a Lua duraria vários dias, enquanto um voo para Marte seria feito em cerca de sete ou oito meses", disse Koshlakov.

Os pesquisadores russos também pretendem fazer um propulsor que possa ser utilizado mais de dez vezes sem a necessidade de reparos. “48 horas depois do foguete voltar do espaço, deve estar pronto novamente. É isso que o mercado exige", explica o cientista.

Sem medo da SpaceX

Atualmente, a SpaceX é a empresa mais conhecida quando o assunto são viagens espaciais pelo fato de ter apresentado planos para colonizar Marte.  Além disso, assim como a Blue Origin, a companhia de Elon Musk também investe pesado no mercado de foguetes reutilizáveis com a linha Falcon 9.

A imprensa russa perguntou se a competição com grandes nomes do setor privado causava receio aos pesquisadores russos. Koshlakov disse que os planos da Roscosmos pois a agência está "criando algo novo".

"Elon Musk está usando a tecnologia existente, desenvolvida há muito tempo. Ele é um homem de negócios: ele pegou uma solução que já estava lá e a aplicou com sucesso" disse o cientista russo, enfatizando o fato de que Musk também usa subsídios governamentais em suas pesquisas. "Notavelmente, ele também está fazendo seu trabalho com a ajuda do governo".

A Roscosmos ainda não revelou quando pretende exibir testes reais ou lançar suas primeiras missões com seu foguete nuclear. 

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Rússia quer competir com SpaceX e chegar à Marte usando foguete nuclear via TecMundo

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.