Descobriram este crânio — e diversos artefatos incas em tumbas na Bolívia

Descobriram este crânio — e diversos artefatos incas em tumbas na Bolívia

Último Vídeo

Não é muito comum ficarmos sabendo de descobertas arqueológicas realizadas na Bolívia — mas foi lá que uma equipe de pesquisadores se deparou com coisas bem interessantes! De acordo com Chiara Giordano, do portal de notícias Independent, os arqueólogos, da Universidad Mayor de San Andres, encontraram uma rica seleção de artefatos em tumbas situadas em uma pedreira a cerca de 20 km da capital boliviana, La Paz, e identificaram mais de 100 esqueletos no local, bem como uma coleção de objetos da civilização Inca.

Achados interessantes

Segundo os cientistas, na verdade, o cemitério foi encontrado há alguns meses, mas a equipe decidiu manter a descoberta em segredo para garantir a segurança das tumbas e evitar que elas pudessem se transformar em alvo de visitas não desejadas. Conforme foi divulgado agora, as peças resgatadas no local têm mais de 500 anos e, junto às ossadas, foram achados centenas de objetos da cultura Aymara, mas também mais de 30 recipientes que os incas usavam em rituais mortuários — achados sem precedentes no país.

Recipiente inca(Independent/AP/Luis Gandarillas)

E a gente falou de esqueletos, né? Entre eles, os arqueólogos encontraram alguns com crânios alongados — como o da imagem a seguir —, que provavelmente são de indivíduos que pertenciam à elite e passaram pelo processo de modificação de suas cabeças para se diferenciar dos demais. Já com relação aos recipientes incas, embora seja bastante incomum encontrar esses objetos na Bolívia (o mais normal é achá-los no Peru), os pesquisadores explicaram que esse povo conquistou a região no século 15, portanto, a presença dos artefatos não é nada do outro mundo.

Crânio alongado(Independent/AP/Luis Gandarillas)

Além dos recipientes — e dos esqueletos —, os arqueólogos também encontraram joias como braceletes, broches e colares, assim como utensílios de uso pessoal, incluindo pentes, adornos para os cabelos e objetos decorativos, muitos deles feitos de bronze. Essas peças todas sugerem que as tumbas abrigaram pessoas das mais variadas classes sociais, e o fato de existirem itens da cultura Inca e da cultura Aymara no mesmo local indica que rolou uma interessante coexistência entre as duas que precisa ser melhor compreendida.

Descoberta arqueológica(Independent/AP/Luis Gandarillas)

Os pesquisadores deverão levar os esqueletos e artefatos para que sejam conduzidas análises e estudos, uma vez que existem muitos mistérios por solucionar sobre o período da conquista dos incas, mas todos os itens recolhidos deverão ser retornados a um museu situado em Viacha, na Bolívia.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.