Muita dó… Confira quais animais foram declarados extintos em 2018
950
Compartilhamentos

Muita dó… Confira quais animais foram declarados extintos em 2018

Último Vídeo

Ninguém pode negar que 2018 foi um ano repleto de altos e baixos, certo? Só que, para a Mãe Natureza e a biodiversidade do planeta, foram registrados muitos mais... “baixos”. Pois é, caro leitor, uma série de espécies de animais foram declaradas extintas no ano passado – e você pode conferir quais foram elas na lista abaixo:

1 – Ararinha-azul

Nativa do Brasil – ave protagonista da animação Rio, da Pixar.

(Wikimedia Commons/Johann Baptist von Spix)

Nome científico: Cyanopsitta spixii.

Classificação: declarada extinta na natureza.

Status: restam entre 60 e 80 exemplares vivendo em cativeiro.

Causa da extinção: desmatamento e resultante perda de habitat natural.

2 – Limpa-folha-do-nordeste

Nativa do Brasil.

(The Internet Bird Collection/Ciro Albano)

Nome científico: Philydor novaesi.

Classificação: declarada extinta na natureza.

Status: o último registro de observação aconteceu em 2011, e estima-se que o número de indivíduos vivos não passe de 50; os cientistas acreditam que a chance de sobrevivência desta ave é de 0,1%.

Causa da extinção: perda de habitat natural.

3 – Puma-oriental

Nativa da América do Norte.

(Wikimedia Commons/USG)

Nome científico: Puma concolor couguar.

Classificação: espécie extinta.

Status: último exemplar teria sido morto no Maine, EUA, há 80 anos.

Causa da extinção: perda de habitat natural.

4 – Rinoceronte-branco-do-norte

Nativa da África.

(Wikimedia Commons/Coralie)

Nome científico: Ceratotherium simum cottoni.

Classificação: espécie considerada funcionalmente extinta.

Status: depois da morte do último macho da espécie, Sudan, restam apenas 2 fêmeas no mundo.

Causa da extinção: atividades humanas como a caça ilegal.

5 – Po?o-uli

Nativa do Havaí.

(Wikimedia Commons/U.S. Fish and Wildlife Service/Paul E. Baker)

Nome científico: Melamprosops phaeosoma.

Classificação: possivelmente extinta.

Status: segundo levantamentos, em 2004, restavam apenas 2 exemplares conhecidos desta ave e, desde então, nenhum Po?o-uli voltou a ser visto.

Causa da extinção: declínio da população devido à introdução de espécies invasivas em seu habitat natural.

6 – Gritador-do-nordeste

Nativa do Brasil.

(Bird Life International)

Nome científico: Cichlocolaptes mazarbarnetti.

Classificação: extinta.

Status: os últimos exemplares de gritador-do-nordeste, ave que só foi descrita cientificamente em 2014, foram avistados entre 2005 e 2007 e, desde então, não ocorreram novos registros.

Causa da extinção: perda de habitat natural.

Animais que podem entrar em extinção em 2019:

Vaquita

Nativa do Golfo da Califórnia.

(Wikimedia Commons/Paula Olson/NOAA)

Nome científico: Phocoena sinus.

Classificação: criticamente ameaçada de extinção.

Status: os levantamentos mais recentes apontam que restam menos de 30 exemplares no mundo.

Orangotango-de-tapanuli

Nativa de Sumatra.

(Wikimedia Commons/Tim Laman)

Nome científico: Pongo tapanuliensis.

Classificação: criticamente ameaçada de extinção.

Status: a espécie só foi descrita cientificamente em 2017, mas os levantamentos apontam que existem menos de 800 exemplares deste animal.

Lobo-vermelho

Nativa do sul dos EUA.

(Wikimedia Commons/LaggedOnUser)

Nome científico: Canis lupus rufus.

Classificação: criticamente ameaçada de extinção.

Status: estimativas apontam que restam menos de 40 exemplares na natureza.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.