Segundo novas observações, águas subterrâneas já existiram em Marte
52
Compartilhamentos

Segundo novas observações, águas subterrâneas já existiram em Marte

Último Vídeo

Observações feitas durante a missão espacial Mars Express da Europa revelou que o planeta já teve um sistema de lagos interconectados abaixo de sua superfície. Cinco desses lagos podem ter deixado minerais cruciais para a vida onde antigamente se localizavam.

Outras evidências já haviam sido encontradas anteriormente, mas essa foi a primeira vez em que o sistema global de lagos foi observado. Para conferir o estudo na íntegra, acesse o The Journal Of Geophysical Research: Planets.

De acordo com Francesco Salese, um dos autores da pesquisa, Marte costumava ser repleta de água, mas mudanças climáticas causaram alterações significativas em sua geologia. A água que antes cobria grande parte da face planetária ficou retida sob a superfície, formando poços e lagos subterrâneos.

Reprodução/TecMundo

A equipe responsável pelo estudo analisou 24 crateras e encontraram padrões que somente poderiam se formar na presença de água. Canais e vales estavam esculpidos nas paredes e no chão dessas crateras, assim como deltas, depósitos de sedimentos e fendas. 

Além disso, foi observado que o nível de água desses lagos pode ter uma ligação com o vasto oceano que outrora existiu em Marte. "Nós achamos que esse oceano estava conectado a um sistema de lagos subterrâneos que se espalhava por todo o planeta.", declarou Gian Gabriele Ori, co-autor do estudo e diretor da Escola Internacional de Pesquisa das Ciências Planetárias, na Universidade D'Annunzio.

Reprodução/IFL Science

Em cinco dessas 24 crateras, foram encontrados traços de argila, carbonatos e silicatos. Esses minerais interferiram diretamente no surgimento de vida na Terra e, talvez, eles tenham causado o mesmo efeito em Marte. Se isso realmente aconteceu, a vida poderia ter se formado sob a superfície do planeta e as evidências estariam lá esperando para serem descobertas.

No entanto, com formação de vida ou não, o sistema lacustre continua sendo extremamente relevante para maiores descobrimentos científicos sobre o planeta e seu funcionamento.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.