Percursores de redes neuroniais ganham Prêmio Turing de 2018

Percursores de redes neuroniais ganham Prêmio Turing de 2018

Último Vídeo

O prêmio Turing é popularmente conhecido no ramo da tecnologia como o "Nobel da computação". Anualmente, ele vem sendo atribuído pela Association for Computing Machinery (ACM), nos Estados Unidos. 

Três cientistas tiveram a honra de receber o prêmio Turing de 2018. Desde 1980, o desenvolvimento das redes neuroniais é estudado. Esses sistemas são um tipo de inteligência artificial que possui a proposta de imitar o cérebro humano; algo que tem se tornado cada vez mais relevante dentro do contexto tecnológico atual. Os sistemas digitais que todos nós conhecemos tão bem, como a Siri e a Alexa, da Apple e da Amazon respectivamente, só são possíveis por conta desse estudo.

Reprodução/Portal

Esses sistemas permitem que máquinas aprendam a analisar frases escritas ou falas (quem nunca bateu um papinho com a Siri?), reconhecer figuras, escrever textos e até jogar xadrez — após, claro, estudar uma quantidade imensa de dados. Isso só é possível por meio da criação de sistemas compostos por algoritimos que funcionam similarmente aos neurônios humanos. Em computação, isso se chama "redes neuroniais". 

Reprodução/O Sul

Apesar de estudos nessa área terem começado na década de 80, sua popularidade decaiu muito nos anos 2000. Foi somente com os canadianos Geoffrey Hinton e Yoshua Bengio, e o norte-americano Yann LeCun, que o assunto voltou à tona. E, devido ao trabalho desenvolvido, o trio recebeu o total de um milhão de dólares. Além de participarem dessa pesquisa, Hinton e LeCun possuem cargos de liderança em engenharia nas empresas Google e Facebook, respectivamente.

A ACM homenageia pioneiros na área da computação desde 1996 por meio do prêmio Turing — que possui esse nome em referência ao matemático Alan Turing, apelidado por muitos como "pai dos computadores". Segundo o presidente da ACM, Cherri M. Pancake, o prêmio Turing de 2018 reconhece que os crecentes avanços em inteligências artificiais tiveram muita influência de Bengio, Hinton e LeCun.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.