NASA diz que ação indiana ameaça integridade da Estação Espacial
83
Compartilhamentos

NASA diz que ação indiana ameaça integridade da Estação Espacial

Último Vídeo

Em 27 de março, a Índia disparou um míssil para o espaço com o objetivo de destruir um antigo satélite. O resultado foi a dispersão de 400 peças de diferentes tamanhos (algumas bastante grandes) flutuando no espaço. De acordo com a NASA, mais de 60 delas têm mais de 15 centímetros.

Diante desse fato, Jim Bridenstine — gerente-chefe da NASA — foi a público anunciar as consequências negativas do teste de míssil antissatélite feito pela Índia. Em sua declaração, Bridestine afirmou que as centenas de detritos deixados no espaço representam, agora, uma ameaça à segurança da Estação Espacial Internacional e dos astronautas que estão a bordo dela.

Reprodução/NASA

A preocupação da NASA é justificável; afinal, o satélite abatido estava localizado bem abaixo da Estação, e 24 fragmentos permaneceram naquela área após a explosão — o que se tornou um risco em potencial à tripulação presente. A Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço se posicionou contra o ato de maneira bem clara. "Isso é inaceitável, e a NASA deve estar ciente do impacto que isso tem sobre nós", afirmou Bridenstine, fazendo uma referência aos astronautas.

Reprodução/NASA

Por outro lado, o primeiro-ministro da Índia, Narenda Modi, declarou que a operação conhecida  como "Missão Shatki" foi bem-sucedida. Como mencionado anteriormente, a missão consistia em um teste de míssil ASAT que destruiu um satélite colocado em órbita terrestre pelo próprio país anos atrás.

Após esse teste, a Índia ocupa o quarto lugar na lista de paises que também já realizaram tal feito — a saber: Estados Unidos, Rússia e China. Além disso, de acordo com especialistas indianos, o teste foi estudado previamente para que a explosão não causasse danos, como afetar outros objetos que estão em órbita ou causar a queda de destroços na Terra.

Reprodução/NASA

Em oposição a essa afirmativa, a NASA declarou que o risco para a Estação Espacial aumentou 44% desde que a Missão Shatki foi realizada. Bridenstine ressaltou que todos os cuidados necessários para proteger os astronautas a bordo serão tomados, mesmo que isso signifique deslocar a Estação de sua posição atual.

O que você achou dessa treta espacial? Compartilhe conosco nos comentários abaixo!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.