Seja o primeiro a compartilhar

NASA e ESA testam novas tecnologias em treinamentos submarinos

Entre os dias 21 e 28 de agosto, o astronauta da NASA Drew Feustel, o astronauta da ESA (a Agência Espacial Europeia) Thomas Pesquet e o astronauta japonês Norishige Kanai participaram de uma nova missão da NASA chamada Extreme Environment Mission Operations (NEEMO). Mas ao contrário do que você pode estar pensando, os astronautas não viajaram para o espaço, mas sim para o fundo do mar. Para ser mais exato, para a costa da Califórnia, nos Estados Unidos.

Registros da missão Extreme Environment Mission Operations (NEEMO). Fonte: Divulgação/NASA.

A missão, organizada pelo Instituto Wrigley da Universidade do Sul da Califórnia, testou métodos de treinamento subaquático que podem servir para treinar os próximos astronautas para pousar na Lua ou até mesmo em Marte. Em outras ocasiões, as equipes de treinamento passaram um tempo na Aquarium, base subaquática localizada na costa da Flórida. Desta vez, porém, a equipe submergiu todos os dias na costa californiana e contou com uma equipe de apoio em terra. 

Além disso, a missão também testou um traje espacial com tecnologia submarina com um toque um tanto quanto retrô, o ExoSuit. Visualmente parecido com os trajes que marcaram as primeiras obras de ficção científica, o traje submarino se destaca pela destreza e viabilidade potencial para uso em missões analógicas ou missões que imitam as atividades que podem ocorrer em lugares como a Lua ou Marte.

Simultaneamente, um minissubmarino simulava um veículo espacial pressurizado que pode acompanhar os astronautas em futuras missões tripuladas. "Durante essas missões, tudo é feito para ser o mais realista possível sem sair da Terra, por isso estamos tão ocupados quanto os astronautas na Estação Espacial, usando técnicas operacionais semelhantes com controle de missão, instruções e procedimentos", explicou Thomas Pesquet em comunicado da ESA.

Além disso, a missão também analisou se as simulações no fundo do oceano criam um ambiente parecido com o do espaço para treinar pousos na Lua ou Marte. Em nota, os astronautas afirmam que existem diferenças óbvias entre a superfície da Lua e o Oceano Pacífico. Mas algumas semelhanças geológicas, assim como a experiência de fazer trabalho de campo em um ambiente difícil, de alta pressão e em tempo real, onde as coisas podem dar errado inesperadamente, fornecem boas experiências ao astronautas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER