Estação de pesquisa submarina some misteriosamente na Alemanha

Estação de pesquisa submarina some misteriosamente na Alemanha

Último Vídeo

Tudo bem que uma estação de pesquisas situada no fundo do mar não é como um laboratório em terra firme que podemos visitar todos os dias. No entanto, essas instalações, por mais isoladas que se encontrem, estão constantemente coletando e transmitindo dados às suas bases, o que significa que, quando algum incidente acontece, o evento não passa despercebido.

Pois algo muito, muito estranho aconteceu com uma estação de pesquisas chamada Observatório Boknis Eck que se encontrava no litoral da Alemanha. No finalzinho de agosto, os cientistas que monitoravam a instalação notaram que os dados pararam de ser enviados e enviaram um time de mergulhadores para checar o que podia estar rolando e, quando chegaram ao local onde o observatório deveria estar ancorado, descobriram que ele não estava mais lá.

Sumiço

O Observatório Boknis Eck, um laboratório submarino pesando mais de 800 quilos e avaliado em cerca de 300 mil euros (mais de R$ 1,3 milhão), tinha como missão coletar informações sobre as condições ambientais da área, mas desapareceu sem deixar rastros. Bem, na verdade, a única coisa que ficou para trás foi esse emaranhado de fibra óptica que você pode conferir abaixo, mas todos os sensores e equipamentos sumiram!

(Fonte: Science Mag / Reprodução)

A organização responsável pela estação, o Centro GROMAR Helmholtz de Pesquisas Oceânicas, em Kiel, chegou a vir a público para pedir que qualquer informação ou pista sobre o seu paradeiro seja levada aos cientistas, mas já existem algumas teorias sobre o que pode ter acontecido.

Se você estava pensando no possível envolvimento de uma gangue de golfinhos malucos, na participação de um grupo de baleias assassinas ou até considerado que uma coisa dessas só pode ter sido coisa do lendário Kraken, saiba que o pessoal do centro de pesquisas focou em possibilidades como uma tempestade violenta ou animal marinho trapalhão estarem por trás do desprendimento da estação.

(Fonte: Science Mag / Reprodução)

Além disso, o pessoal do GROMAR não descarta que criminosos tenham se dado ao trabalho de mergulhar até o Boknis Eck, desmantelado a estação e surrupiado os instrumentos que estavam instalados nela, que o desaparecimento seja resultado de algum acidente com submarinos militares ou que algum navio pesqueiro tenha “capturado” o laboratório. Contudo, de momento, tudo não passa de especulação e as buscas continuam, mas que se trata de um mistério, isso não se pode negar! E você caro leitor, gostaria de arriscar algum palpite?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.