Novo iPhone 11 causa ataque em pessoas com tripofobia

Novo iPhone 11 causa ataque em pessoas com tripofobia

Último Vídeo

A estreia do novo iPhone, em 10 de setembro, trouxe uma surpresa desagradável para algumas pessoas. Sempre muito aguardado, o novo celular da Apple apresentou uma mudança na câmera e agora apresenta três lentes onde antes havia apenas uma, sem contar o flash. O formato circular de todas essas ferramentas incomodou aos fãs do estilo minimalista, mas principalmente aqueles que sofrem de tripofobia ou medo de buracos ou de bolinhas.

O modelo vem com muitas atualizações, como processador superalimentado e mais autonomia de bateria, porém o que mais chamou atenção foi a quantidade de câmeras, cada uma com uma função específica para o recurso.

Fobias e iPhone

(Fonte: Apple/Divulgação)

Um dos grandes motivos para novo iPhone praticamente não ter botões e sempre ter sido muito minimalista nesse sentido é que o fundador da empresa, Steve Jobs, sofria de uma rara doença chamada koumpounofobia, que consiste em um incrível medo de botões. Isso também explica o porquê de ele usar as características camisetas de gola alta, e não camisas de botão, por exemplo.

Apesar disso, tripofobia nada tem a ver com a doença de Jobs, portanto o novo design não vai de encontro com as ideias do fundador da marca.

Entenda a tripofobia

(Fonte: Apple/Divulgação)

O medo de pequenos buracos e círculos aglomerados se tornou mais conhecido nos últimos tempos, com postagens feitas para "ativar" esses gatilhos. Pessoas que sofrem de tripofobia já sabem quais imagens e coisas devem evitar, como vagens com sementes e o interior de certas frutas, como melão e mamão, e até mesmo bolhas de sabão.

Agora elas acabaram de ganhar um item inesperado para a sua lista: o novo iPhone 11 Pro.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.