Material misterioso encontrado na Lua é mostrado pela 1ª vez

Material misterioso encontrado na Lua é mostrado pela 1ª vez

Último Vídeo

O veículo espacial chinês Yutu-2 encontrou uma substância misteriosa enquanto se deslocava por uma cratera no lado oculto da Lua. O material, que chamou a atenção dos cientistas, foi descrito como “semelhante a um gel” após as análises preliminares das imagens. A descoberta aconteceu em julho e teve algumas fotos reveladas recentemente.

O suposto gel aparece em destaque no meio da imagem. (Fonte: Agência Espacial Chinesa-CNSA/Divulgação)

Durante a passagem por uma pequena cratera de impacto na bacia de Aitken, localizada no polo sul da lua, o rover da missão Chang’e-4 "tropeçou" em uma substância brilhante que se diferenciava dos materiais ao redor em relação à forma, cor e textura. O encontro inusitado despertou a curiosidade no Centro de Controle Aeroespacial de Pequim.

Com o auxílio das câmeras do Yutu-2, os cientistas lunares chineses acionaram o espectrômetro visível e infravermelho próximos (VNIS), instrumento capaz de detectar e analisar a luz refletida em superfícies e determinar a sua composição química para examinar o material.

Mas, até o momento, não há uma resposta oficial dos chineses. Eles disseram apenas que se trata de algo com coloração incomum para o solo lunar e semelhante a um gel.

Substância na lua pode ser vidro derretido

Em meio a muitas especulações sobre a natureza da substância encontrada no lado escuro da lua, a explicação pode ser mais simples do que aparenta.

Caminho do Yutu-2 até chegar à cratera. (Fonte: Agência Espacial Chinesa-CNSA/Divulgação)

De acordo cientistas ouvidos pelo site Space.com, o suposto gel pode ser vidro derretido gerado a partir do impacto de meteoritos com a superfície da Lua. Tais colisões derretem e espalham as rochas em novas crateras, criando estruturas cristalinas, além de rochas vítreas e ígneas.

Material semelhante a este foi coletado durante a missão Apollo 17 em 1972: uma amostra de vidro de impacto recolhida pelo astronauta Harrison Schmitt.

A missão Chang’e-4

Lançada em 7 de dezembro de 2018, a missão chinesa Chang’e-4 pousou na face oculta da lua no dia 3 de janeiro deste ano com o objetivo de estudar o subsolo da área do satélite que não pode ser observada da Terra. O rover Yutu-2 já percorreu mais de 280 metros até o momento na região da cratera Von Kármán.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.