Tartaruga marinha bebê morre após ingerir 104 pedaços de plástico

Tartaruga marinha bebê morre após ingerir 104 pedaços de plástico

Último Vídeo

Uma tartaruga marinha bebê foi encontrada morta com 104 pedaços de plástico no estômago, na praia de Boca Raton, na Flórida (Estados Unidos). A imagem do réptil e dos materiais que estavam em seu organismo foi divulgada pelo Gumbo Limbo Nature Center, entidade que atua na preservação de animais marinhos na região, responsável pelo resgate.

(Fonte: Facebook/Gumbo Limbo Nature Center)

De acordo com Whitney Crowder, funcionária da organização, a tartaruga morta foi achada no início de outubro, com um pedaço de balão dentro do seu trato digestivo. Em entrevista ao site SunSentinel, ela afirmou que havia ainda um rótulo de garrafa nesta mesma área do corpo do animal.

Todos os 104 pedaços de plástico que estavam no estômago da tartaruga foram retirados e meticulosamente contados pelos colaboradores do centro de reabilitação de animais — eles incluíam de amarradores de saco de lixo a embalagens. O réptil morto tinha entre um e dois meses de idade, segundo Crowder.

O plástico é um perigo para qualquer tartaruga

O plástico nos oceanos representa um grande perigo para as tartarugas. Assim que os ovos de tartaruga chocam, os recém-nascidos vão até um corredor de algas no oceano, em busca de alimentos e abrigo. Porém, o lixo acumulado entre os camarões e outros crustáceos consumidos por elas também acaba sendo engolido, causando muitos problemas aos répteis.

(Fonte: Gumbo Limbo Nature Center/Divulgação)

Na praia de Boca Raton, o plástico no estômago é a causa da morte de praticamente 100% das tartarugas encontradas sem vida durante os trabalhos do Gumbo Limbo Nature Center. E isso acontece quase todos os dias, é o que afirmou Leanne Welch, gerente da entidade, ao site LiveScience.

A ingestão deste tipo de material pode bloquear o intestino, dificultando a alimentação, além de perfurar a parede intestinal e liberar produtos tóxicos no organismo dos animais.

Animais resgatados passam por reabilitação

O Gumbo Limbo Nature Center possui uma equipe de plantão 24 horas para atender às ocorrências deste tipo e tentar salvar o maior número possível de tartarugas. Todos os animais resgatados passam por um tratamento que inclui a remoção do plástico e um período de descanso em um tanque com água rasa.

As sobreviventes são levadas de volta ao oceano.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.