Por que o céu do Japão ficou roxo com o tufão Hagibis?

Por que o céu do Japão ficou roxo com o tufão Hagibis?

Último Vídeo

No último dia 12 de outubro, o céu em diversas partes do Japão foi tingido de uma forma impressionante e bela com tonalidades que variavam entre violeta, roxo e púrpura. Rapidamente, os moradores começaram a fazer registros do fenômeno e a compartilhar as fotos em suas redes sociais.

Como bem sabemos, a natureza costuma agir de forma muito piedosa e generosa com as pessoas, mas também pode ser imprevisível e altamente destruidora. Ainda assim, conhecendo alguns sinais dados por ela, conseguimos nos proteger melhor de suas reações.

E foi exatamente isso que aconteceu com o céu roxo no Japão: foi a maneira de avisar que o tufão Hagibis já estava chegando.

A explicação

A ciência chama o evento que leva o céu a ter uma coloração púrpura de dispersão, sendo que nada mais é que um fenômeno climático.

(Fonte: CBSNews/Ca_Virgo)

A dispersão ocorre quando partículas minúsculas e moléculas na atmosfera afetam de alguma forma a direção da luz. Normalmente, ela surge em situações de fortes tempestades, pois esses eventos climáticos tendem a retirar da atmosfera as partículas maiores, que são as responsáveis por absorver uma quantidade maior de luz e a fornecer muita umidade.

Com isso, as cores chegam até a superfície da Terra com quase nenhuma interrupção, porém, os comprimentos de onda mais curtos, a exemplo do azul e violeta, tendem a se espalhar por todas as direções por meio das moléculas gasosas do ar, permitindo esses registros incríveis.

(Fonte: Boredpanda/Stardustjaem)

Apesar de parecer tudo muito novo, esse fenômeno já ocorreu antes em várias regiões do mundo. Mais recentemente, ele foi verificado na Flórida, em 2018, após a passagem do furacão Michael e também em setembro desse ano com o furacão Dorian.

(Fonte: Boredpanda/ joanna_kocholl)

Beleza dramática

Esse cenário lindo também trazia a promessa de destruição que iria atingir o país por meio de um dos tufões mais fortes dos últimos anos na região.

Áreas enormes do Norte, Oeste e Leste do Japão foram prejudicadas, 14 mil pessoas ficaram sem água e quase 400 mil casas não tinha energia elétrica. Para ajudar nos resgastes, o governo mobilizou de 27 mil soldados, sem contar as equipes que trabalham nas operações de limpeza.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.