Esqueletos maias encontrados no México têm segredos revelados

Esqueletos maias encontrados no México têm segredos revelados

Último Vídeo

Em 2013, uma vala com corpos enterrados há 1.400 anos foi encontrada na antiga cidade Maia de Uxul, no México. O túmulo foi descoberto por arqueólogos da Universidade de Bonn, da Alemanha, enquanto investigavam um antigo sistema de abastecimento de água.

(Fonte: Nicolaus Seefeld/Reprodução)

Os restos mortais de 24 pessoas apresentavam sinais de calor e corte que sugerem que os músculos foram raspados dos ossos. Essa é a primeira evidência física que comprova a prática de assassinatos violentos, retratados diversas vezes nas artes Maias.

Agora, após seis anos desde a descoberta, foi possível descobrir mais sobre os esqueletos e como faleceram.

Os corpos de 14 homens, uma mulher, adolescentes e uma criança de 18 meses foram jogados no poço após suas mortes, e seus ossos estavam distantes uns dos outros, algo que era feito como uma forma de desrespeito.

Estudos anteriores realizados sobre a cultura maia mostram que a violência era algo comum em seu cotidiano, com decapitação e desmembramento sendo corriqueiros como uma forma de demonstração de poder. Os líderes vitoriosos em combate costumavam tomar a família de seus inimigos para humilhá-las e matá-las na frente de todos.

Oito dos crânios possuíam gravuras de dente de jade ou joias, o que é considerado um sinal de status social na época.

Uma pesquisa foi realizada por especialistas do Laboratório de Geoquímica Isótopo do Instituto de Geofísica da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM). Eles coletaram pequenas amostras de esmalte dentário de 13 dos restos bem preservados que determinou que um adulto e a criança de 18 meses eram de Uxul, mas os outros cadáveres eram de cerca de 150 quilômetros de distância das planícies do sul da atual Guatemala.

(Fonte: Nicolaus Seefeld/Reprodução)

Isso leva a crer que os corpos eram de prisioneiros de guerra e que os atos brutais não foram apenas crueldade, mas sim uma firme demonstração de poder para a época.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.