Seja o primeiro a compartilhar

Cientista que editou a genética de embriões é condenado à prisão

O cientista He Jiankui, que em 2018 surpreendeu o mundo ao supostamente ter criado os primeiros bebês geneticamente modificados, foi condenado a três anos de prisão na China, nesta segunda-feira (30), sob a alegação de ter praticado a medicina ilegalmente ao realizar a edição de genes de embriões humanos para fins reprodutivos.

Conforme a agência de notícias Xinhua, o geneticista ainda foi multado em 3 milhões de yuans, o equivalente a aproximadamente R$ 1,7 milhão, pela cotação do dia, além de ser banido da medicina reprodutiva para sempre.

Participantes do projeto coordenado por He, os pesquisadores Zhang Renli e Qin Jinzhou também serão presos. Eles foram sentenciados a dois anos e a 18 meses de detenção, respectivamente, e terão que pagar multas de 1 milhão de yuans (R$ 580 mil) e 500 mil yuans (R$ 290 mil). A equipe era composta por 10 cientistas, mas não há notícias sobre punição aos demais.

O experimento de He Jiankui foi anunciado no final de 2018. (Fonte: Wikimedia Commons)

Na decisão do julgamento, a corte chinesa afirmou que os acusados não possuíam habilitação para praticar medicina e acabaram violando deliberadamente normas de pesquisa científica e tratamento médico ao realizar a edição genética, com o intuito de buscar fama e riqueza.

Técnica é proibida na China

Então professor-assistente da Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul de Shenzen, He Jiankui anunciou, em novembro de 2018, ter usado a tecnologia de edição genética chamada CRISPR-Cas9 para modificar os genes de embriões e torná-los resistentes ao HIV, que foram implantados em voluntárias.

Detalhes do experimento nunca foram verificados de forma independente, mas de acordo com as investigações, Jiankui utilizou tecnologia cuja segurança e eficácia são duvidosas e falsificou documentos de avaliação ética. O governo chinês suspendeu as atividades científicas dele poucos dias após o anúncio da sua pesquisa.

Cabe ressaltar que vários países proíbem a edição genética aplicada a humanos, inclusive a China.

Cientista que editou a genética de embriões é condenado à prisão via TecMundo

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER