Antártica registra sua temperatura mais alta da história

Antártica registra sua temperatura mais alta da história

Último Vídeo

O Serviço Meteorológico Nacional da Argentina registrou a maior temperatura atingida no território da Antártica, chegando na casa dos 18,3 °C. A marca, identificada no dia 6 de fevereiro, às 12:00, na Base Esperanza, alcança o topo do recorde histórico e desbanca o anterior no local, obtido em 24 de março de 2015 em uma escala de 17,5 °C. A informação foi divulgada via Twitter do órgão. Veja abaixo.

"Novo recorde de temperatura. Este meio-dia, a Base Esperanza registrou um novo recorde histórico (desde 1961) de temperatura, com 18,3 °C. Este valor excede o recorde anterior de 17,5 °C em 24 de março de 2015. E não foi o único registro."

O tweet ainda faz menção a outro caso recente, dessa vez referente à Base Marambio, que também atingiu números recordes de temperatura na região, segundo dados atuais de 9 de fevereiro, chegando a 15,5 °C e desbancando os 13,8 °C atingidos em 23 de fevereiro de 2013. Além disso, os índices de calor são os maiores para o segundo mês do ano desde 1971.

"Pela segunda vez em 48 horas, a Base Marambio novamente poderá ter um recorde de temperatura máxima para fevereiro. Às 16 horas de domingo, a temperatura é de 15,5 °C e é de apenas 0,3 °C para exceder o recorde da última quinta-feira."

Segundo informações da Organização Meteorológica Mundial, o território da Antártica, com tendências de aquecimento local, é uma das regiões que mais rapidamente está esquentando, registrando aumento de cerca de 3 °C nos últimos 5 anos. Entre 1979 e 2017, houve uma perda de mais de 6 vezes das camadas de gelo na região, incluindo o desprendimento de um iceberg maior do que o estado de São Paulo, em 2019.

Sobre a Antártica

Com uma superfície maior do que 14 milhões de quilômetros quadrados, o segundo menor continente do planeta possui mais de 99,6% de território coberto por gelo ou neve. Possui temperaturas médias que variam de -10 °C a -60 °C, chegando a regitrar a escala mais baixa da Terra, com -93,2 °C. Abrigando cerca de 90% de toda a água doce no mundo, estudos indicam que o total aquecimento das camadas de gelo do continente podem ser devastadores, fazendo com que o nível do mar ganhe um aumento de mais de 60 metros.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.