Astrônomos flagram exoplaneta nascendo na constelação de Auriga

Astrônomos flagram exoplaneta nascendo na constelação de Auriga

Último Vídeo

Imagens registradas pelo Very Large Telescope do Observatório Europeu do Sul (VLT), no Chile, revelaram o nascimento de um exoplaneta na constelação de Auriga, há 520 anos-luz de distância da Terra. A descoberta foi feita por astrônomos da Organização Europeia de Pesquisa Astronômica (ESO).

No estudo publicado no Astronomy & Astrophysics, nesta quarta-feira (20), eles relatam que fotos anteriores, registradas por outros telescópios, já mostravam braços em espiral se formando em um imenso disco de poeira e gás, ao redor da estrela AB Aurigae. Segundo os pesquisadores, tais espirais são evidências de mundos recém-formados.

Com as análises feitas a partir das imagens obtidas pelo VLT, eles conseguiram uma observação mais detalhada do fenômeno, que revelou algo diferente, uma torção nos braços espirais. E é neste local que provavelmente o planeta bebê está se formando.

Imagem do exoplaneta em formação.Imagem do exoplaneta em formação.

Este tipo de torção é descrito em alguns modelos teóricos de formação de planetas, de acordo com a pesquisadora do Laboratório de Astrofísica de Bordeaux Anne Dutrey, coautora da pesquisa. Ela destaca ainda que a formação estaria ocorrendo relativamente longe da estrela AB Aurigae, o equivalente a cerca de 30 vezes a distância entre a Terra e o Sol.

Mistérios da formação de exoplanetas

As observações feitas por meio do VLT podem ajudar a elucidar muitos mistérios em relação à formação de exoplanetas, tema ainda pouco conhecido. O fenômeno observado corresponde à conexão de duas espirais, segundo Dutrey: “Uma girando para dentro da órbita do planeta, a outra expandindo para fora”. 

E no ponto de encontro delas, fica o local de formação: “Elas permitem que o gás e a poeira do disco se acumulem no planeta em formação e o fazem crescer”, complementou a cientista.

O líder do estudo e pesquisador do Observatório de Paris Anthony Boccaletti ressalta a importância de descobertas como esta: "Precisamos observar sistemas muito jovens para realmente capturar o momento em que os planetas se formam", afirmou.

Astrônomos flagram exoplaneta nascendo na constelação de Auriga via TecMundo

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.