Astronautas finalizam melhorias em baterias da Estação Espacial

Astronautas finalizam melhorias em baterias da Estação Espacial

Último Vídeo

Dois astronautas da NASA completaram a penúltima expedição da série de mudanças nas baterias da Estação Espacial Internacional nesta quarta-feira (01). A melhoria no sistema de energia do laboratório espacial é um projeto conjunto da comunidade científica que já dura alguns anos.

A chamada "Expedição 63" foi comandada pelos astronautas americanos Chris Cassidy e Robert Behnken. Essa foi a segunda vez que os tripulantes da aeronave SpaceX's Crew Dragon — lançada em maio — realizaram uma caminhada espacial em conjunto. Após a missão iniciada em Julho, somente um dos dois canais de energia da estação ainda precisa de melhorias.

Mudanças de baterias na Estação Espacial

(Fonte: NASA)(Fonte: NASA)

Durante o procedimento, Cassidy e Behnken foram auxiliados pelo braço robótico Canadarm2, que compõe as tecnologias de suporte da Estação Espacial. A missão serviu para instalar uma nova bateria de lítio e uma nova placa adaptadora no sistema de energia do laboratório.

Os astronautas também removeram a sexta e última bateria antiga a base de níquel-hidrogênio que ainda faziam parte dos componentes. Apesar de levemente mais pesadas, as novas baterias apresentam uma capacidade de armazenamento energético muito maior do que as anteriores.

Segundo os relatos da NASA, uma única bateria de lítio cumpre o papel de duas baterias de níquel-hidrogênio. Desde 2017, a Estação Espacial Internacional trabalha para substituir o pacote antigo de seis baterias por uma série de três unidades novas em cada um dos oito canais de energia do laboratório.

Além das novas baterias, Cassidy também trabalho na implementação de novos cabos de conexão ethernet, que permite a instalação de um novo sistema de comunicação wireless no espaço. O sistema deve proporcionar as condições necessárias para a divulgação de imagens em alta definição da área coberta pela Estação Espacial. Todo o procedimento durou cerca de seis horas.

Histórico de manutenções espaciais

A expedição dessa quarta-feira entra na marca de 229 missões realizadas pela Assembleia da Estação Espacial para manutenções, das quais Cassidy e Behnken já tiveram participações consideráveis - cada um dos astronautas coleciona oito missões envolvendo caminhadas espaciais.

Durante esse tempo, Cassidy soma um total de 43 horas e 22 minutos realizando atividades extraveiculares (EVA), enquanto Behnken tem o tempo de 49 horas e 41 minutos fora da espaçonave. 

De acordo com o planejamento da Assembleia, a ultima série de substituições no sistema de energia da Estação Espacial deve ocorrer por volta de 2024, quando o laboratório em órbita deve estar pronto para funcionar em plena capacidade.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.