Conheça o bizarro caranguejo-aranha-gigante

Conheça o bizarro caranguejo-aranha-gigante

Último Vídeo

Alguns animais parecem ter vindo diretamente de filmes de terror, com as aparências grotescas e singularidades que remetem aos piores monstros. Um exemplo de bicho que passa essa sensação é o bizarro caranguejo-aranha-gigante. O crustáceo é facilmente encontrado no Japão, onde é um folclórico causador de pesadelos. 

As longas pernas do caranguejo são um dos principais aspectos da aparência do animal. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)As longas pernas do caranguejo são um dos principais aspectos da aparência do animal. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

O esquisito caranguejo-aranha-gigante

Um aspecto inicial que já assusta é o fato do crustáceo ter quase 4 metros de altura, com pernas longas e muito semelhantes as de uma aranha gigante. Os animais, entretanto, não são muito pesados, conseguindo atingir apenas 19 quilos. 

O caranguejo-aranha-gigante consegue viver até os 100 anos de idade e é um dos animais mais antigos do mundo, estando por aqui há cerca de 100 milhões de anos. O nome científico do bicho é Macrocheira kaempferi e os hábitos de alimentação conseguem potencializar o aspecto sombrio do animal. 

Isso porque esta espécie é onívora, ou seja, come tanto vegetais quanto carne de outras criaturas. Porém, o mais bizarro é que são conhecidos necrófagos, ou seja, não caçam as presas, alimentando-se de restos de animais que já estão mortos. 

O animal sendo exibido em uma apresentação do Museu Americano de História Natural. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)O animal sendo exibido em uma apresentação do Museu Americano de História Natural. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Onde vivem estes crustáceos?

Normalmente, eles são encontrados em profundidades que variam entre 150 e 300 metros, mas durante períodos de reprodução, sobem para cerca de 50 metros. 

No Japão, estes crustáceos são caçados com certa frequência, já que fazem parte da alimentação e da pesca comercial do Oceano Pacífico. Quando conseguem escapar das redes, é comum que percam uma ou outra perna. Mas isso não é um problema tão grande, já que suas patas podem crescer de volta!

Assustadores, mas vulneráveis

Pelo fato de perder pernas durante tentativas de caça, aproximadamente 75% destes animais capturados apresentavam no mínimo uma perna a menos. Mas, talvez, este não seja o principal aspecto frágil do crustáceo. 

A maior vulnerabilidade do caranguejo-aranha-gigante é quando ele passa pela troca de carcaça. Neste momento específico, ele pode acabar preso dentro da antiga proteção ou, ainda mais assustador, ser devorado por outros caranguejos da mesma espécie por estar sem "cobertura". Bizarro, não?



Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.