Saúde dos cães pode melhorar com demonstrações de afeto dos donos

Ter um cachorrinho em casa pode ser extremamente benéfico para a saúde física e mental. A presença desses bichinhos pode reduzir o estresse, diminuir a pressão arterial e até mesmo o risco de doenças cardíacas. Mas sabia que dar carinho para seu companheiro de quatro patas também é bom para o bem-estar dele?

Um experimento conduzido por uma empresa do Reino Unido, a Canine Cottages, conversou com vários especialistas em comportamento canino para entender o que realmente significam as lambidas, latidas, ganidos e outras ações dos cachorros. Além disso, a pesquisa também mediu a frequência cardíaca dos animais em diferentes cenários.

(Fonte: Pixabay/Reprodução)
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Os resultados apontaram que dizer “eu te amo” para seu dogginho pode aumentar a frequência do coração dele em 46,2%. Ou seja, seu afeto realmente o torna muito feliz. Mas os humanos não ficaram de fora da medição, e a pesquisa mostrou que ao ver nossos amiguinhos peludos, a frequência humana também aumenta 10,4%. É muita alegria para os dois lados!

Além disso, quando o cachorro estiver tendo um dia difícil (um famoso dia de cão), um simples abraço pode deixá-lo menos ansioso, diminuindo seu pulso em 22,7%.

(Fonte: Pixabay/Reprodução)
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Outro fato ressaltado pela empresa é que o melhor amigo do homem tende a ter suas próprias demonstrações de amor, que incluem: lambidas, mostrar a barriga, pulos, carícias e até mesmo o ato de mastigar os itens de seus donos quando se sentem carentes ou solitários, que os ajuda a liberar endorfinas e sentir o cheirinho de seu parceiro humano.

“É incrível ver que a frequência cardíaca de nossos cães aumenta quando escutam que são amados, mostrando entusiasmo, e diminui quando estão recebem abraços, mostrando contentamento”, afirmou Shannon Keary, gerente do experimento da Canine, através de um comunicado.

Então, não deixe de mostrar para seu cachorro o quanto ele é amado, isso pode melhorar não só o seu dia, mas o dele também!

(Fonte: Pixabay/Reprodução)
(Fonte: Pixabay/Reprodução)
Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.