Registros de pterossauros do tamanho de Corgis são encontrados nos EUA

Registros de pterossauros do tamanho de Corgis são encontrados nos EUA

Último Vídeo

Pesquisadores do Casper College, em Wyoming, Estados Unidos, identificaram ao longo do mar interior de Sundance, registros que apontam a presença de tipos de pterossauros com dimensões similares às de cães, da raça Corgi. Segundo os estudiosos, as marcas fossilizadas indicam que os animais pré-históricos caminharam na chuva durante o período Jurássico, há cerca de 145 milhões de anos.

O estudo sobre a caminhada das criaturas foi apresentado durante uma transmissão online da Society of Vertebrate Paleontology, em sua conferência anual de 2020, que ocorreu neste último dia 15 de outubro. De acordo com os relatos dos cientistas, os primeiros rastros dos animais foram encontrados em 2016, mas apenas em 2019 surgiram os resultados mais concretos, quando as trilhas foram finalmente escavadas, revelando dezenas de pegadas e impressões das extintas criaturas.

(Fonte: Casper College/Reprodução)
(Fonte: Casper College/Reprodução)

Curiosamente, suas pegadas estavam marcadas juntas a impressões de gotas de chuva, sugerindo que os seres pré-históricos se movimentavam no solo durante temporais ou climas mais úmidos. “Acabei de imaginar vários desses animais correndo para cima e para baixo na costa procurando algo para comer e aproveitando um dia chuvoso”, disse Melissa Connely, coautora da pesquisa e professora do Casper College, em entrevista ao Live Science.

(Fonte: Casper College/Reprodução)
(Fonte: Casper College/Reprodução)

Os registros animais e ambientais foram encontrados marcados em uma laje encontrada na base de um penhasco na formação do mar de Sundance, que foi levada para análise laboratorial. O material, com dimensões de cerca de 4 m x 50 cm, estava lotado de impressões, apresentando quase 40 pegadas de pterossauros, que variavam até 6,5 cm de largura, e 30 marcas de mãos de até 5,5 cm de largura.

Dinossauros do tamanho de um Corgi

Segundo os cientistas, os fósseis não ajudam na determinação de uma trilha exata ou de um único caminho que os animais possam ter seguido, principalmente por serem compostos de “uma distribuição bastante aleatória de impressões de mãos e pegadas” de diversos pterossauros que atravessaram a região.

Apesar disso, os especialistas conseguiram determinar que as criaturas tinham o tamanho aproximado de um cachorro Corgi e “estavam caminhando na praia, possivelmente entrando e saindo da água ou talvez procurando algo ao longo da costa que pudessem pegar e comer, como a maioria das aves marinhas faz nos dias atuais”.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.