Polvo raro de 9 braços é encontrado na costa do Japão

Um raro espécime de polvo com nove tentáculos foi capturado na costa do Japão durante o mês de novembro. O corpo do animal, que por pouco não virou prato principal para a refeição de uma família japonesa, foi enviado para o Shizugawa Nature Center, onde foi preservado em álcool e logo estará em exibição para o público.

De acordo com o jornal The Mainichi, a criatura foi descoberta no nordeste da cidade de Minamisanriku pelo cultivador de algas Kazuya Sato, que o entregou para que sua esposa de 65 anos cozinhasse-o. Logo ao notar a bizarra mutação, a família achou tomar uma providência e ligar para o museu mais próximo.

Tentáculo extra

(Fonte: Shizugawa Nature Center)
(Fonte: Shizugawa Nature Center)

Apesar de ser uma característica extremamente curiosa e chamativa, o tentáculo extra não é exatamente uma história desconhecida entre a população de polvos, visto que essas criaturas possuem a habilidade de regenerar membros do corpo amputados. 

Porém, durante alguma etapa desse processo, é possível que o braço arrancado apresente algum tipo de dano permanente, ocasionando uma regeneração falha e um curioso tentáculo adicional ou um tentáculo bifurcado.

No caso do animal encontrado na costa de Minamisanriku, o nono braço não chegou a desenvolver de maneira completa e, portanto, aparenta ser uma versão ‘encurtada’ de um tentáculo comum. Mesmo assim, a mutação continuou sendo interessante o suficiente para despertar o interesse dos pesquisadores japoneses.

Acidente nuclear

(Fonte: Shizugawa Nature Center)
(Fonte: Shizugawa Nature Center)

A Baía de Shizugawa, onde o raro polvo foi capturado junto três outros espécimes, fica localizada a 200 km da usina nuclear de Fukushima, a qual sofreu um derretimento de três dos seus seis reatores após ser atingida por um maremoto de magnitude 7.9 em 2011.

Na época, o desastre nuclear causou grande preocupação no governo do país asiático sobre as possíveis consequências do rastro químico deixado pelo acidente. Entretanto, os pesquisadores do Shizugawa Nature Center garantem que a mutação do polvo encontrado na cidade nada tem a ver com o ocorrido há 9 anos.

Para se ter ideia, em 1960 o Laboratório Marinho da Universidade de Miami, nos Estados Unidos, já havia relatado um caso similar de um polvo com braço bifurcado na costa norte-americana. Em um caso ainda mais extremo, um estudo publicado na revista Preceedings of the Japan Academy em 1965 chegou a relatar a existência de múltiplos polvos com mais de oito tentáculos, inclusive um com 90 deles.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.